Empresa usa desenho pornográfico de Greta Thunberg para promover campanha

Ilustração que faz referência à ativista de 17 anos mostra Greta pelada, de costas, sendo violentada por um homem.

Por Isabella Otto - Atualizado em 10 mar 2020, 11h19 - Publicado em 10 mar 2020, 11h00
perfume ch o boticario fragrancia capricho mood
CAPRICHO/Divulgação

Depois de ser transformada em um “boneco Judas” e pendurada sob uma ponte na Itália, Greta Thunberg, a famosa ativista sueca de 17 anos, que luta contra as mudanças climáticas, foi alvo de mais um episódio gravíssimo. A empresa petroleira do Canadá X-Site Energy Services usou uma ilustração da adolescente nua e violentada para promover uma campanha de “óleo limpo”.

Reprodução/Reprodução

De acordo com um funcionário da companhia, “o adesivo foi distribuído como material promocional para ser afixado em capacetes”, segundo relata matéria publicada pelo Huffington Post do Canadá. Muitas pessoas se incomodaram com a clara referência que o desenho fazia à Greta, mas foi Michelle Narang, ativista canadense que trabalha na área petroleira, que denunciou o caso.

 

“Isso é nojento(…) Estou absolutamente desgostosa em pensar que a X-Site Energy Services possa pensar que o trabalho duro de homens e mulheres na indústria de energia possa ser representada por uma ilustração de uma criança sendo claramente estuprada“, disse. De acordo com Narang, que entrou em contato com Doug Sparrow, chefão da companhia, a resposta que ela recebeu foi a seguinte: “Greta não é uma criança, ela tem 17 anos”.

Continua após a publicidade

Ainda de acordo com informações publicadas pelo Huffington Post, a Real Polícia Montada Canadense analisou a imagem da campanha e declarou que não houve crime, mesmo a Lei provando o contrário, como aponta a internauta abaixo.

Após toda a polêmica, a X-Site Energy Services se desculpou, mas parece não ter aprendido com o erro e postou recentemente um vídeo perguntando o que as pessoas achavam de chamar de “The Greta” (“A Greta”) a nova iniciativa sustentável da indústria de produção de energia, fazendo outra nítida referência à sueca.

Continua após a publicidade

O caso chegou até Greta, que se pronunciou no Twitter: “eles estão ficando cada vez mais desesperados. Isso mostra que estamos vencendo”, disse a jovem. 

Publicidade