É oficial: já consumimos todos os recursos naturais do planeta em 2018

Dia da Sobrecarga, que ocorre neste 1º de agosto, mostra que nós, humanos, já usamos tudo o que a Terra poderia nos oferecer neste ano.

Essa não é uma notícia que gostaríamos de dar. Na verdade, já faz alguns anos que damos notícias que não gostaríamos, mas é inevitável. Nesta quarta, 1º, está rolando um lance chamado Dia da Sobrecarga. A primeira coisa que você precisa saber sobre isso é que é algo muito, muito ruim. A segunda é que a data marca o dia exato em que nós consumimos todos os recursos naturais da Terra em 2018. Quando dizemos nós, nos referimos aos seres humanos. É isso, estramos no vermelho.

 (iStock/RomoloTavani/Reprodução)

Funciona da seguinte maneira (e talvez você já tenha visto isso em sala de aula): o planeta tem uma série de recursos naturais renováveis, que, se utilizados com sabedoria e limite, se renovam. O problema é que já faz algum tempo que não usamos nada que a Terra nos oferece com sabedoria. Muito menos com parcimônia. Ou seja, neste 1º de agosto, todos os recursos do ano foram usados – só que ainda faltam 5 meses para o fim de 2018! Logo, nós esgotamos nossa reserva com bastante antecedência.

A grande questão é que isso está virando uma bola de neve. Em 2018, essa data chegou com mais antecedência que em 2017. E estima-se que, em 2019, isso aconteça ainda mais cedo e assim suscetivamente. Até que, um dia, em um futuro não tão distante, os recursos não mais existirão. Como podemos mudar isso? É o que questiona a organização WWF-Brasil.

 (Reprodução/Reprodução)

Fazer nossa parte no dia a dia, reduzir nossos gastos de energia, reciclar, diminuir nosso consumo, comprar coisas de indústrias sustentáveis já são grandes passos. Mas o que preocupa mesmo são as multinacionais que, na sociedade capitalista em que vivemos, só se preocupam em lucrar. Logo, como mudar essa realidade tão enraizada em nossa cultura? É uma discussão difícil e, no Twitter, algumas pessoas demonstram enorme preocupação:

A empresa Global Footprint Network realizou vários estudos e concluiu que a emissão de carbono ainda é o principal problema. Ele é um dos principais responsáveis pelo aquecimento global, por exemplo. Vale esclarecer que o fenômeno do aquecimento não significa que toda a Terra vai esquentar. Algumas pessoas acreditam erroneamente nisso. Na verdade, o aquecimento global desregula e bagunça toda a temperatura do planeta, para mais e para menos. “Incêndios estão acontecendo na Costa Oeste dos EUA. Do outro lado do mundo, moradores de Cidade do Cabo tiveram que cortar pela metade o consumo de água. Essas são consequências do estouro do orçamento do nosso unitário e único planeta”, explica Mathis Wackernagel, diretor executivo da Global Footprint Network.

Estamos em déficit ambiental com o planeta e não é de hoje. Diariamente, nossa dívida aumenta e vai chegar uma hora em que não teremos mais como pagá-la. E a natureza não vai deixar para lá! Na verdade, ela vai nos fazer lembrar diariamente as consequências dos nossos próprios atos.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s