Caso das corujas: exposição de Harry Potter responde Luisa Mell

Defensora dos animais criticou exposição em shopping paulista. Representantes, contudo, rebatem as acusações.

No último dia 18, a exposição Casa dos Bruxos abriu as portas no estacionamento do Shopping Eldorado, em São Paulo. Com réplicas de cenários de Harry Potter, o visitante pode interagir com os ambientes, bonecos, cosplayers e corujas. A interação com os animais, contudo, está sendo criticada por alguns visitantes. A notícia de que corujas estavam sendo expostas chegou até os ouvidos da Luisa Mell, conhecida defensora dos animais, que se manifestou contra o ato.

Exposição garante que empresa contratada tem todos os documentos legais. 

Exposição garante que empresa contratada tem todos os documentos legais.  (Reprodução/Reprodução)

No Instagram, Luisa postou uma sequências de Stories acusando o shopping de maus-tratos. “Eles tiveram a ótima ideia de amarrar quatro corujas pelas patas para as pessoas tirarem fotos”, falou. Ela também postou uma imagem no feed e disse estar chocada com a informação. “Acabei de ligar no shopping e a atendente me confirmou que elas ficam das 10h às 22h todos os dias”, escreveu. Luisa Mell também pediu para que seus seguidores ligassem para o Eldorado, exigindo que eles tomassem uma providência.

A CAPRICHO entrou em contato com o Shopping Eldorado e com representantes da Casa dos Bruxos e da empresa que cuida das corujas para descobrir mais informações sobre o caso. “Informamos que os maus-tratos aos animais não condizem com os valores do Shopping Eldorado e esclarecemos que estamos apurando as denúncias junto ao operador terceirizado responsável pelo evento para que todas as medidas cabíveis sejam tomadas. Reforçamos ainda que o shopping exige o cumprimento de todas as normas do Conselho Federal de Medicina Veterinária, que asseguram a saúde e o bem-estar de animais, e que a presença dos animais foi suspensa até que todos os fatos sejam esclarecidos”, garantiu a assessora do shopping.

A responsável pelas corujas é a agência Animal Legal, especializada em treinamentos de animais. De acordo com representante da exposição, há todos os documentos legais para que a ação seja feita. “Ninguém tira foto, segura ou toca nas corujas, tirando pessoas autorizadas e adestradores. A Animal legal tem toda documentação legal e trabalha, inclusive, com animais resgatados”, disse porta-voz da Casa dos Bruxos, que defende a causa defendida por Luisa, mas reafirma que ela não apurou o que realmente está acontecendo.

A hashtag #SoltemAsCorujas está sendo usada como forma de protesto.

A hashtag #SoltemAsCorujas está sendo usada como forma de protesto. (Reprodução/Reprodução)

“Está sendo feito um rodízio de animais. São seis corujas no total e elas são trocadas de 3h em 3h, para não ficarem sobrecarregadas e receberem cuidados. A exposição só abre às 12h, não às 10h, como foi divulgado“, explica representante, que ainda diz que o suporte que prende a coruja ao poleiro funciona como uma espécie de coleira de cachorro.

Até o momento em que esta matéria foi publicada, a agência Animal Legal ainda não havia soltado nenhum comunicado oficial sobre o caso. A CAPRICHO tentou entrar em contato, mas não obteve retorno. Entretanto, Wagner Ávila, diretor técnico da Animal Legal, formado em zootecnia pela Universidade Federal de Viçosa, garantiu ao Canal Pet que as corujas não estão sofrendo maus-tratos. “Depois de alimentadas, as corujas passam até 20h sem se mexer(…) Elas não interagem como um animal doméstico(…) As pessoas não geram nenhum tipo de estresse ao animal“. A interação com as corujas foi suspensa. 

Luisa Mell compareceu à exposição e publicou a conclusão do caso no Instagram. A Casa dos Bruxos continua aberta até 18 de março, sem mais animais vivos.

View this post on Instagram

Oi amigos! Passei a tarde toda no @shoppingeldorado com a polícia ambiental e o ibama. O evento casa dos bruxos e o responsável pelos animais foram autuados por exploração comercial de animal silvestre. O Shopping Eldorado se comprometeu a nunca mais permitir nenhum tipo de atividade q explore animais. O Ibama começou uma investigação na empresa que “ alugava” os animais. Ficaremos em cima! Pq explorar animal não é profissão! É crime! Obrigada a cada um de vcs que se manifestou, ligou, escreveu… graças a repercussão conseguimos acabar com este show de horror! O evento continua MAS CORUJAS Só as de pelúcia ( como a que está em meu colo!) Obrigada a minha seguidora que denunciou! Obrigada aos ativistas que foram comigo assim q chamei! Obrigada ao Ibama e Polícia Ambiental pela seriedade q trabalharam no caso! O deputado Capez @fernandocapez que assim qviu minha postagem me ligou e acionou o Ibama e a polícia ❤️❤️❤️cada um de vcs que se importa com os animais!!

A post shared by Luisa mell (@luisamell) on

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s