Casal de youtubers devolve filho autista adotado em 2017 e causa revolta

"Nós nunca quisemos ficar nessa posição, nós tentamos ajudá-lo o máximo possível", disse Myka Stauffer em vídeo

Por Isabella Otto - Atualizado em 29 Maio 2020, 15h13 - Publicado em 29 Maio 2020, 13h03
perfume ch o boticario fragrancia capricho mood
CAPRICHO/Divulgação

Na última terça-feira (26/5), a youtuber norte-americana Myka Stauffer e seu marido, James de Columbus, postaram um vídeo no canal que possuem na plataforma contando que haviam devolvido o pequeno Huxley, garotinho chinês autista que haviam adotado em 2017.

Myka Stauffer em foto com o pequeno Huxley Instagram/@mykastauffer/Reprodução

O processo de adoção foi longo e, na época, Myka chegou a postar 27 vídeo sobre a “jornada da adoção”, como intitulou o projeto. Boa parte dos mais de 700 mil seguidores que hoje o canal da americana tem foi cativado por causa da história da adoção.

Aos prantos, a youtuber disse que se sente um fracasso como mãe e que sabia que Huxley tinha transtornos mentais de saúde, mas que ele exigia mais cuidados do que poderia imaginar. “Quando o Huxley chegou em casa, havia muito mais necessidades especiais que não sabíamos. Nos últimos anos ele esteve em uma série de terapias e nós tentamos ajudá-lo como pudemos. Nós nunca quisemos ficar nessa posição, nós tentamos ajudá-lo o máximo possível, nós o amamos de verdade”, falou no vídeo.

 

Continua após a publicidade

A decisão foi feita em conjunto com a agência de adoção. Após uma série de avaliações, Myka disse que chegaram à conclusão de que o melhor para a criança seria encontrar uma nova família, uma mais preparada para criá-lo. “A agência de adoção achou alguém que eles acreditam que vai ser a melhor escolha. Ele está bem, sua mãe nova tem treinamento médico profissional e é uma combinação perfeita. Nos deem o apoio que nós precisamos neste momento e respeitem a privacidade do Huxley”, explicou.

O vídeo “Uma Atualização em Nossa Família” já conta com mais de 2 milhões de visualizações e o casal vem recebendo muitas críticas, principalmente por ter exposto a criança chinesa e lucrado de certa forma com adoção (usando inclusive hashtags representativas como #autism e #momstruggles), para agora devolvê-lo.

Veja a seguir o vídeo completo postado pela influenciadora:

Publicidade