Aluna protesta contra padrão de vestimenta das escolas: ‘Injusto’

'O código de vestimenta foi feito para meninas e meninos, mas as únicas pessoas que já foram pegas por violação foram meninas.'

Por Da Redação - Atualizado em 19 jun 2017, 15h38 - Publicado em 19 jun 2017, 12h45

Vira e mexe sai alguma notícia sobre uma aluna que foi advertida ou até suspensa por estar usando uma roupa “imprópria” na escola, principalmente em alguns estados bastante conservadores dos Estados Unidos. A história se repete: ombros, pernas, barrigas e quaisquer outras partes do corpo parecem distrair tanto os meninos a ponto de eles não prestarem mais atenção nas aulas. Sério isso, gente?! Também indignada com todo esse discurso machista, Tori DiPaolo, estudante da West Milford High School, em Nova Jersey, resolveu protestar na época de sua formatura.

A graduanda aproveitou seu espaço no yearbook (um livro anual com a foto todos os alunos) para fazer um pequeno protesto em relação a essas restrições. Na frase que está logo abaixo de sua fotografia, em que aparece com uma blusa que deixa os ombros à mostra, Tori escreveu: “Me desculpe, meus ombros te distraíram de ler esta frase?”.

Continua após a publicidade

Na escola dela, por exemplo, é proibido usar tops de alcinha, croppeds, shorts ou blusas que mostrem o peitoral e/ou o estômago – só que Tori aponta uma questão muito importante sobre isso à Teen Vogue: “O código de vestimenta foi feito para meninas e meninos, mas as únicas pessoas que já foram pegas por violação foram meninas. Então, acho muito injusto e sexista” – ainda mais quando se trata dos ombros. O-M-B-R-O-S!

Estudante usa yearbook para protestar contra código de vestimenta
Reprodução/Reprodução

Com a frase escolhida para o yearbook, a intenção da estudante é justamente chamar a atenção para o fato de tantas meninas estarem perdendo aula simplesmente porque os outros as objetificam. “Enquanto eu acho que é importante se vestir propriamente, nós deveríamos nos vestir como nos sentimos confortáveis”, ela explica, dizendo que se um menino pode andar por aí de regata mostrando os músculos, as meninas também deveriam poder usar uma regatinha sem problemas. Por que, afinal, não faz sentido a mesma peça para eles ser normal e para elas, errado.

Talvez já tenha passado da hora de reverem os códigos de vestimenta datados de 1800, não? O que vocês acham?

Publicidade