7 “desafios mortais” da internet que deram muito errado

O "Desafio da Farinha" anda preocupando os médicos, que alertam sobre os riscos do viral do momento.

perfume ch o boticario fragrancia capricho mood

 (CAPRICHO/Divulgação)

Quanto vale se tornar um viral na internet? O mais recente deles é o “Desafio da Farinha”, que começou no TikTik e foi parar no Instagram e no YouTube. A brincadeira, que já foi feita por muitos famosos, apesar de parecer inofensiva, traz riscos. Médicos alertam que os participantes podem acabar inalando sem querer as partículas finíssimas da farinha, que podem se alojar no pulmão e causar insuficiência respiratória. Pessoas que já têm asma ou bronquite precisam ter ainda mais cuidado.

As meninas do canal Beleza Teen, Luan Santana, Rafa Kalimann e MC Melody foram alguns dos que entraram na onda do “Desafio da Farinha”.

As meninas do canal Beleza Teen, Luan Santana, Rafa Kalimann e MC Melody foram alguns dos que entraram na onda do “Desafio da Farinha”. (YouTube/TikTok/Reprodução)

Alguns desafios da internet são tão perigosos que já causaram graves e acidentes e até mesmo mortes. É tempo de ressignificar conteúdos que consumimos e produzimos online, o valor de um like e de estar por dentro da “moda” do momento.

1. “Desafio da Rasteira”
No começo do ano, o desafio em questão bombou nas redes sociais. Nos Estados Unidos, mais precisamente em Massachusetts, uma garota de 13 anos chamada Kathleen DeJesus foi vítima do viral na escola e se acidentou gravemente. “Eu senti como se fosse morrer”, disse a jovem em entrevista ao jornal 10 Boston.  Após levar a rasteira, a adolescente bateu a cabeça no chão e lesionou a coluna, ficando momentaneamente paralisada. Ela foi internada com urgência e felizmente conseguiu recuperar os movimentos. Em novembro de 2019, quando o viral já estava circulando pela internet, com menos frequência, uma menina de 16 anos morreu na Escola Municipal Antônio Fagundes, em Mossoró, no Rio Grande do Norte, após fazer o desafio com as amigas.

A adolescente Kathleen DeJesus sendo socorrida no colégio.

A adolescente Kathleen DeJesus sendo socorrida no colégio. (Jornal 10Boston, da NBC/Reprodução)

2. “Outlet Challenge”
Nesse viral, que também começou no TikTok, o participante deve colocar uma tomada no plug e depois fazer uma moeda deslizar pela parede até tocar a tomada, causando um estouro. Também em Massachusetts, em janeiro deste ano, dois adolescentes, um de 15 e outro de 16 anos, morreram eletrocutados após causarem um pequeno curto-circuito com a “brincadeira”. Na época, autoridades alertaram sobre os perigos do desafio, que pode causar também incêndios. Não é engraçado.

 

3. “Chubby Bunny”
Quem se lembrado do desafio do “Chubby Bunny”, que viralizou há alguns anos? A pessoa tinha que encher a boca de marshmallows ou balas enquanto pronunciava o nome do “jogo”. Além de ter causado asfixia em diversas pessoas, como numa criança norte-americana chamada Catherine Fish, de 12 anos, que tentou reproduzir o desafio em casa após vê-lo na internet, a “brincadeira” causou acidentes em outros participantes, como no YouTuber abaixo, que teve sangramento bucal e postou o vídeo na internet assim mesmo, atrás de curtidas e compartilhamentos. Depois de receber muitas críticas, iemTedy desativou os comentários da publicação e a colocou como “não listada”, mas ainda é possível encontrar o vídeo abaixo por aí.

4. “Desafio do Polvo”
Atualmente, vivemos mais uma pandemia causada por costumes relacionados ao nosso descaso com o meio ambiente e os animais. Uma influenciadora chinesa foi tentar realizar o “Desafio do Polvo”, que consiste em tentar comer o animal vivo. As ventosas dele ficaram presas no rosto da garota, que se desesperou. Além de lesões na pele, a ingestão do polvo cru pode causar sufocamento, já que as ventosas podem acabar ficando presas na garganta. O animal é consumido cru em muitos países asiáticos, como na própria China e na Coreia do Sul. Apesar de ser outro tipo de polvo, com ventosas menores, a ingestão do “alimento” ainda traz inúmeros riscos para a saúde – mas como é considerado uma “comida exótica”, as pessoas continuam comendo. Vai entender o ser humano…

5. “Neknominations”
Esse desafio também chegou ao Brasil, só que com outros nomes. Ele viralizou em 2014 e consistia em tomar de uma só vez uma caneca ou garrafa de cerveja ou outro tipo de bebida alcoólica. Na realidade, se o participante aguentasse, podia ser a quantidade de álcool que ele conseguisse ingerir. Várias mortes foram registradas como consequências do viral, entre elas a de um britânico de 20 anos chamado Bradley Eames, que faleceu depois de virar dois pints de gin. “É assim que você deve beber”, disse para a câmera antes de completar o desafio e vir a óbito. O desafio denominado “Neknominations” causa um sobrecarregamento do corpo e a possível falha de vários órgãos devido à grande e rápida ingestão de bebidas alcoólicas de uma só vez.

Esse era Bradley Eames. Na mesma época, outro britânico morreu após ingerir de uma só vez 3/4 de uma garrafa de vodca.

Esse era Bradley Eames. Na mesma época, outro britânico morreu após ingerir de uma só vez 3/4 de uma garrafa de vodca. (Facebook/Bradley Eames/Reprodução)

6. “Desafio da Canela”
Em 2013, chegou ao Brasil o viral do “Desafio da Canela” e muitos influenciadores participaram na época, como a Sangerine, a Malena e o Macho Alpha. Apesar de a maioria dos riscos da “brincadeira” ser temporário, como ardência e fissuras bucais, ela pode trazer riscos mais graves e a longo prazo, como inflamação das vias aéreas. Além disso, também há o risco de sufocamento, principalmente se for realizado por crianças. A canela também pode entrar nos canais respiratórios e causar insuficiência pulmonar, principalmente em pessoas que já têm doenças crônicas, como asma.

7. “Desafio do Balde de Gelo”
O que começou como uma brincadeira em 2014 acabou virando um meio de ajudar os outros e fazer um alerta sobre a esclerose lateral amiotrófica Algumas pessoas, principalmente celebridades, acabaram então participando do “Ice Bucket Challenge” em prol de causas sociais. Muito bacana, contudo, apesar de também parecer inofensivo, o viral podia causar choque térmico. Aqui, vale um adendo: até onde as pessoas vão para ganhar mais destaque ao inovar nas “brincadeiras”? Em agosto de 2014, um bombeiro chamado Tony Grider, de 41 anos, morador de Kentucky, nos EUA, morreu ao subir em uma escada para jogar os baldes de gelo em amigos que estavam realizando o desafio. Tony chegou muito perto da rede elétrica e foi eletrocutado. Os outros três homens que participavam do viral tiveram ferimentos graves, mas resistiram.

Vale aqui refazer a pergunta do início desta matéria: quanto vale se tornar um viral na internet?

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s