6 dilemas envolvendo material escolar e como superá-los

Não tem erro!

Volta às aulas. Essa frase tem o poder de acabar com qualquer tédio, né? Comprar o material escolar com antecedência é sempre muito melhor do que deixar para a última hora, quando as lojas, papelarias e livrarias estão lotadas. E não tem jeito: entra ano, sai ano, alguns dilemas persistem. Caderno ou fichário? Qual estojo comprar? Que modelo de corretivo é o melhor? Vem solucioná-los com a gente!

1. Fichário ou caderno?

Talvez esse seja um dois maiores dilemas escolares de todos os tempos! Alguns colégios não permitem o uso de fichário até determinado ano. Nesse caso, normalmente, no Ensino Médio, ele passa a ser liberado. Outras escolas, entretanto, deixam essa escolha a cargo do aluno. Se você é uma pessoa muito desorganizada, o fichário pode te trazer muita dor de cabeça, principalmente na hora de estudar para a prova. Você pode perder folhas com anotações importantíssimas no meio do caminho, se confundir com as divisórias… Para você, usar caderno é o mais indicado.

Ei, quer ganhar um iPhone6? Essa é a sua chance! Clique aqui e confira como participar da promoção exclusiva da CAPRICHO!

2. Caderno de várias matérias ou cadernos separados?

Mas daí surge outro dilema: será que eu compro um caderno para cada matéria ou compro logo aquele cadernão grosso de 10 ou 20 matérias? Depende muito da quantidade de anotações que você costuma fazer e das disciplinas. Algumas exigem mais anotações do que outras. Cadernos individuais também facilitam a vida das suas costas. Afinal, se você já tem a grade curricular fechada, só precisa levar o caderno que for usar no dia. Menos peso para você carregar!

3. Lápis ou lapiseira?

Essa questão é totalmente pessoal. Lápis exige apontador, enquanto lapiseira exige grafites extras. Com lápis, você acaba gastando um pouco menos. Porque, afinal, ninguém nunca realmente usou um lápis até o fim. Mas, no final das contas, a diferença de investimento não é tão gritante. Algumas pessoas tem uma escrita mais forte. Nesse caso, lápis é sempre melhor, porque, por mais grosso que seja o grafite, ele sempre vai ser mais sensível. Por outro lado, se você curtir uma escrita mais suave e fininha, invista em uma lapiseira 0,5mm ou 0,7mm. Mas fica a dica: jamais use aquela borrachinha que vem na ponta da lapiseira, tá? Ela, além, de segurar o grafite, em alguns casos, não apaga muito bem e fica suja rapidinho. É melhor ter uma borracha sempre à mão.

4. Estojo ou necessaire ?

Quanto mais canetas coloridas, melhor! Esse é o lema de muitas estudantes por aí. (risos) Elas dão a dica de usar uma necessaire de maquiagem ao invés de um estojo escolar, que costumam ser menores. Assim, tem espaço de sobra! Mas vale lembrar que existem estojos bem grandinhos e lindos. Os de tecido sujam mais facilmente, enquanto os de plástico costumam ser mais resistentes e duradouros. Ah! E não precisa trocar de estojo todo ano, viu? A dica é comprar um mais neutro e customizá-lo sempre que preciso.

5. Canetas esferográficas separadas ou juntas?

Sabe aquelas canetas que costumam ser quatro em uma e tem as cores preto, vermelho, azul e verde no mesmo produto? Elas são ótimas para aquelas pessoas que querem facilidade – e que não são esquecidas. Se você é do tipo que perde uma caneta por semestre, é melhor comprar esferográficas separadas. As chances de você ter uma de reserva, mesmo que seja vermelha, são maiores. Uma boa dica é comprar duas canetas preta ou azul. Geralmente, os professores não deixam resolver as avaliações usando canetas coloridas. Não passe aperto: seja prevenida!

6. Corretivo líquido, de caneta ou de fita?

O mais barato dos três é o líquido, por ser o menos queridinho da turma. O de fita é um dos mais cobiçados, por ser prático e não precisar esperar secar para reescrever em cima. O de caneta também tem as suas vantagens, como, por exemplo, apagar realmente só o necessário – inclusive dá para usá-lo naquelas provas em que você não pode rasurar; vez ou outra, dá para dar um olé nas regras. Mas, basicamente, dá para se virar bem com qualquer um dos três modelos. Uma boa dica para você que usa corretivo líquido é: depois que passá-lo com o pincel, use a “bundinha” da embalagem para alisar a superfície, até que ela se camufle com o papel. É sucesso!

E você, tem algum outro dilema escolar? E dicas? Elas são sempre bem-vindas!

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s