O que eu gostaria de ter ouvido como uma adolescente negra

"Você é negra, você é linda, você não precisa se moldar para as pessoas te aceitarem"

Por Da Redação Atualizado em 19 fev 2018, 13h31 - Publicado em 7 dez 2017, 12h22

“Você não tem que ser bonita para os outros. Você tem que ser bonita para você”. Esse é o conselho da Aniké Pellegrini, integrante da Galera CAPRICHO. Parece simples, mas não é. Principalmente, quando você é adolescente e tem um monte de gente te dizendo o que fazer, como fazer, como ser, o que é certo, o que é errado, o que é bonito, o que é feio.

Aos 15 anos, a modelo Cris Paladino estava longe de ser uma garota bonita. A Yasmim Stevam também. Há cinco anos, as discussões na internet eram bastante diferentes. E olha que nem faz tanto tempo assim! Se hoje o movimento negro ganha cada dia mais força, inclusive no meio online, antigamente as meninas negras sofriam ainda mais para se sentir representadas, principalmente na grande mídia.  “Queria ouvir de uma menina parecida comigo que você consegue, você tem força. Eu não ouvia isso“, desabafou Cris.

“Você é negra, você é linda, você não precisa se moldar para as pessoas te aceitarem”, era o que Stella Chidozie queria ter ouvido quando era mais jovem. Hoje, ela tem total consciência de que é linda, poderosa e capaz, mesmo que algumas pessoas ainda digam que ela não é só por causa de sua cor de pele. “Informação é poder, conhecimento te dá autonomia”, alerta Nátaly Neri.

Por isso, se alguém te convencer de que você não é bonita porque é negra, não acredite. O que falta a essas pessoas é conhecimento – e o que sobra, infelizmente, é racismo.

 

  • Continua após a publicidade
    Publicidade