Skatista Thais Gazarra fala sobre estilo, proteção e confiança no esporte

Ela deu dicas incríveis para quem está começando a andar de skate

Por Sofia Duarte Atualizado em 3 out 2021, 00h52 - Publicado em 2 out 2021, 10h00

Está pensando em andar de skate ou já começou a se aventurar no esporte? Se você é iniciante, esse momento é seu! Em entrevista à CAPRICHO, a skatista Thais Gazarra (que, inclusive, já fez parte da nossa Galera CH), de 23 anos, falou sobre estilo e skate. Ela deu dicas incríveis que vão além da moda e têm tudo a ver com o lifestyle e com a história do esporte, ressaltando também a importância dos equipamentos de proteção, que podem te dar mais confiança na hora de mandar as manobras. Vem conferir!

Thais Gazarra usando camiseta branca, calça cargo preta e segurando skate com uma mão
Thais Gazarra @brutailopes/CAPRICHO

Valorização das minas no skate

O skate já foi e ainda pode ser um ambiente machista, o que acaba refletindo em muitas marcas específicas desse segmento. “As mulheres não ocupam um grande espaço notório dentro das marcas de skate, e uma forma de a gente ganhar esse espaço é dentro do nosso movimento”, explica Thais. Por isso, um dos pensamentos fundamentais para se ter é consumir de marcas que apoiam atletas mulheres ou que sejam feitas por mulheres.

“Ando de skate há 10 anos e ainda tenho uma dificuldade absurda de entrar e de me envolver com as marcas de skate”, afirma Thais. “Então, um dos meus discursos é sempre incentivar ao máximo que as meninas tenham essa consciência de que precisamos defender as marcas que apoiam as mulheres e as marcas de empreendedoras mulheres.”

Para isso, temos algumas sugestões de etiquetas para você deixar no seu radar: OLS Skate Girl, Loveboard, Mary Jane, Melancia Skate Girls, Vans Brasil e Amee Skate.

Thais Gazarra com expressão facial séria, olhando para o lado, segurando um skate atrás da cabeça
Thais Gazarra @brutailopes/CAPRICHO

Tênis + meia

Esse é um dos elementos mais importantes quando se trata de roupa para andar de skate. “Se você vai andar de street, de vert ou cair na pista, o tênis precisa ser de camurça“, aconselha Thais. É que a lixa do skate entra em contato com o tênis o tempo inteiro e, se ele for de lona, vai durar pouco. O mesmo acontece no bowl, no momento em que você cai de joelhos, coloca o pé para baixo, e a parte de cima do tênis raspa inteirinha. A camurça é um material resistente que dura mais!

O sapato também precisa ter uma sola reta. “A sola reta faz com que você tenha mais grip, que é a aderência do seu pé em cima do skate. Você consegue sentir mais o skate e executar as manobras da melhor forma.” Preste atenção também se o tênis é vulcanizado, com uma borracha de boa qualidade que protege as laterais.

“Tem skatista que prefere tênis acolchoado, tem gente que gosta de slip on, cano baixo, médio ou alto. Isso você vai sentir com o tempo, mas o ideal é procurar uma skate shop que possa te ajudar”, indica Thais.

Falando em tênis, para acompanhá-los, nada melhor do que uma meia de cano alto. Com estampas, listras ou o logo da marca, elas pertencem ao estilo dos skatistas e ainda protegem – quem já bateu com o skate na canela ou no tornozelo sabe do que estamos falando!

Thais Gazarra andando de skate em uma mini rampa com jaqueta azul, camiseta cinza, short e capacete e joelheira
Thais Gazarra @brutailopes/CAPRICHO
  • Blusas

    As camisetas oversized são bastante características do estilo de muitos skatistas, e também as peças que possuem logo das marcas próprias de skate, como a Thrasher, a Santa Cruz e a Independent.

    Já as regatas não são tão comuns assim… “A gente acaba rolando muito no chão e isso deixa o ombro exposto, o que é complicado. Mas eu uso no calor, assumindo os riscos mesmo”, comenta Thais. E ela também disse que adora fazer customizações na própria roupa – cortar a manga, a gola ou amarrar de um jeito novo… Basta mergulhar na criatividade!

    Thais Gazarra usando camiseta verde de manga longa, calça legging e tênis enquanto anda de skate
    Thais Gazarra @brutailopes/CAPRICHO

    Top

    Vale a pena investir em um top esportivo desses que segura os seios e pode te deixar mais confortável. “O top permite que os seios não fiquem saltando muito e, assim, não machuca. Eu me sinto mais segura quando estou de top. E, quando você fizer uma customização na blusa, o top pode acabar aparecendo e fazer parte do look também.”

    Continua após a publicidade
    Thais Gazarra sorrindo, usando um top e uma calça cinza e uma jaqueta preta enquanto segura um skate com uma das mãos e o levanta pra cima
    Thais Gazarra @brutailopes/CAPRICHO

    Calças

    A calça cargo, uma das tendências do momento, também invadiu a cena do skate. A Rayssa Leal, nossa vice-campeã olímpica na modalidade street, adora esse modelo com bolsos nas laterais.

    A calça jeans é uma opção, mas é interessante que ela tenha bastante elasticidade, para que você consiga dobrar o joelho e fazer os movimentos com as pernas. “Quando vou experimentar roupa, fico pulando dentro do vestuário para testar e saber se a calça vai ser boa”, brinca Thais. Hahaha!

    Por fim, a legging também funciona, principalmente por ser macia, leve, fácil de levar por aí, e ter modelos com diversas estampas e cores disponíveis nas lojas.

    Thais Gazarra usando conjuntinho de regata e calça azuis enquanto anda de skate
    Thais Gazarra @brutailopes/CAPRICHO

    Acessórios

    Cinto

    Sabe o famoso cinto ~improvisado~ de cadarço? Na verdade, ele é megapopular na cultura do skate. E ainda tem o fator extra de que, se você cair, não te machuca. Porém, segundo as observações da Thais Gazarra, os cintos tradicionais com fivelas também estão ganhando o coração dos skatistas. Mais um detalhe que pode turbinar o visual!

    Mochila

    A pochete é um hit do streetwear dos anos 90 que é excelente para ir à pista andar de skate e também contribui para a composição do estilo urbano. E existem vários tipos de mochilas funcionais para você prender o equipamento atrás e não precisar ficar carregando o skate na mão, sabe?

    Thais Gazarra de costas, carregando o skate com uma das mãos, usando camisa floral de manga curta, mochila, tênis e meia de cano alto
    Thais Gazarra @brutailopes/CAPRICHO

    Cabelo

    Qualquer tipo de exercício com o cabelo no rosto fica complicado, né? Ainda mais o tempo inteiro se movimentando no skate, além do fator vento quando você começa a pegar velocidade. Portanto, é legal prender os fios para que eles não virem uma questão que te atrapalhe.

    A Thais conta que o boné, em especial o de aba curva, é um item queridinho das skatistas, porque dá pra deixar o cabelo solto, e virá-lo para frente ou para trás. A bandana é outro truque versátil, uma vez que permite várias amarrações diferentes – e ela já foi marca registrada da Leticia Bufoni! Se você quiser fazer um penteado, pode se inspirar na própria Thais, que adora uma trança embutida ou presa para o lado.

    Ah, e um ponto importante: o capacete é um ótimo aliado. Não só porque protege a cabeça de possíveis quedas, mas porque, sabendo que você está segura e protegida, sua confiança aumenta e fica mais fácil de perder o medo.

    Thais Gazarra em mini rampa de skate usando camiseta branca, calça cargo preta, com um dos pés apoiado no skate e mexendo no cabelo com as duas mãos para trás
    Thais Gazarra @brutailopes/CAPRICHO

    Inspirações

    Nada melhor do que seguir meninas que podem te inspirar no dia a dia, né? A Thais indica skatistas como Sarah Watanabe, do longboard dancing; Bia Sodré, Camila Borges, Yndiara Asp, Dora Varella, Isa Pacheco, Mari Menezes e Karen Jonz, que sempre mandam muito nos looks e nas manobras!

    E, se você ainda está com vergonha de chegar na pista, é legal ter em mente que todas elas já passaram por isso também até chegarem onde estão hoje. “Se eu posso dar um conselho, é que você é tão dona daquele espaço quanto as outras pessoas que estão lá. O skate é um esporte coletivo. Então, para se sentir mais à vontade, chegue na pista cumprimentando a galera, se apresenta, fala que você está aprendendo… Vai ser uma forma maravilhosa de quebrar o gelo e, aos poucos, ganhar confiança. A galera do skate é muito amigável, então mostre que você está a fim de fazer, peça sugestões… Não desanime, por mais que sinta medo ou insegurança. Se outras mulheres conseguiram, você também consegue“, finaliza Thais.

    Thais Gazarra sorrindo enquanto mostra seu colar de skate
    Thais Gazarra @brutailopes/CAPRICHO

    E aí, bora pra pista?

    Continua após a publicidade
    Publicidade