Será que todo mundo no BBB19 se ama mesmo?

Último Jogo da Discórdia trouxe à tona muitas verdades sobre a Gaiola

Por Vand Vieira - Atualizado em 19 mar 2019, 23h07 - Publicado em 19 mar 2019, 03h05

Olha, após tudo o que aconteceu no programa dessa segunda-feira (18), duvido que os participantes do BBB19 tiveram uma noite tranquila. No mínimo, rolou aquela briga com o travesseiro enquanto pensavam no que foi dito durante o Jogo da Discórdia.

Até que ponto as amizades são verdadeiras no Big Brother Brasil 19?
Foto: TV Globo/Reprodução

É que Carol, Danrley e Paula, provavelmente por formarem o paredão desta semana, aproveitaram pra falar muitas e boas. A mineira, então, estava 100% sem filtro e chegou a cortar os colegas várias vezes ao expor suas opiniões.

Mas vamos do início, quando Tiago Leifert pediu para que o trio se levantasse e soltou uma sequência de frases (a maioria dita por eles) pra cada um associá-las a outras pessoas. Alguns exemplos: “Está me perseguindo”, “Me ama, mas quer que eu saia” e “Precisa mudar de turma ou não vai sobreviver”. Já viu tudo, né?

Não demorou e Paula declarou que é perseguida por Rodrigo, que a ouviu com cara de paisagem — ela ainda não superou as eliminações nas provas em que o líder e o anjo foram escolhidos no sistema resta um. E, realmente, eu também ficaria bem irritado se quebrassem dois corações meus em seguida numa disputa em que, além de tudo, estava em jogo o reencontro com um parente ou amigo por alguns segundos. Enfim…

Continua após a publicidade

Na sequência, a loira praticamente obrigou Dan a eleger Alan como o “ponta fraca” da Gaiola: “Carol sabe que entre ela e Hari, escolho a Hari, que sempre foi a mais próxima de mim. Agora, assim que nós três sairmos, ele [Alan] vira alvo de vocês [Danrley, Elana e companhia]. Tanto que é quem sempre vai ao paredão com a gente”, disparou.

O carioca, depois de muito desconversar, acabou escolhendo Rízia para esse posto e também como a mais indicada a mudar de turma a fim de permanecer no game. Justo, afinal, não foram poucas as vezes em que ela prejudicou Alan e Rodrigo, poupando #Paurifish por serem mulheres. Nessa hora, aliás, Leifert ficou pistola ao ouvir alguém da Gaiola comentando que não há grupos na casa: “Pelo amor de Deus, né?”, rebateu. Hahahaha!

Tudo isso me fez pensar que, talvez, essa seja umas das edições com menos relações verdadeiras na história do Big Brother Brasil. Todo mundo muito preocupado com o que vamos pensar aqui fora, mesmo que isso signifique agir com o total de zero coerência.

Bacana mostrar que sabe o que é sororidade e empatia, de verdade, mas quando que, no BBB18, Gleci votaria em Ana Clara só porque Patrícia Leitte foi ao paredão, sei lá, cinco vezes? Entende o que quero dizer? Defender os amigos também é close certo e não soa forçado ou insano.

Continua após a publicidade

View this post on Instagram

HOJE É GLEICI’S DAYYY!!!! Feliz aniversário coisinhaaa! Vamos comemorar!!! Graças a aventura mais doida da nossa vida, nos encontramos, e hoje é o segundo aniversário que tenho o prazer de comemorar junto com você. Ter te conhecido foi um presente em diversos aspectos e, como te disse na casa, agora não podemos nos desconhecer nunca mais rs! Uma pena que poucas são as pessoas que podem viver a experiência que nós vivemos e principalmente, ter alguém sempre do lado apoiando como eu tive você e você a mim! E seguimos assim. A construção de um sentimento puro do jeito que o big fez com a gente, é rara. E hoje, mesmo essas tantas pessoas que gostam da gente, que nos acompanham e que nos assistiram por meses (passando altas vergonhas hahaha) nunca vão conseguir entender. Amiga, como já te disse, você vai conquistar muitas coisas INCRÍVEIS na sua vida ainda! Ao trabalho duro você já se dedica, então é só colher os frutos. Te amo! Vamos comemorar sempre nossos novos anos! ✨🌶🐜 #Gleiciana

A post shared by Ana Clara (@anaclaraac) on

Continua após a publicidade

Ai, que saudade do meu ex, viu…

Publicidade