Red Hot Chili Peppers faz show com um toque de brasilidade

No primeiro dia do Lollapalooza 2018, o guitarrista John Klinghoffer cantou em português e teve até música com uma pegada de samba

Quem esteve no Autódromo de Interlagos no primeiro dia do Lollapalooza Brasil 2018 pode comprovar: pelo look da galera, o headliner Red Hot Chili Peppers era, de fato, a banda mais esperada desta sexta-feira (23). Só dava gente com camiseta deles no festival! Mas, apesar da maior parte do público de 100 mil pessoas ter se juntado em frente ao palco Budweiser para ver os americanos em sua oitava passagem pelo Brasil, a banda deixou um pouco a desejar no quesito animação, o que não significa que não tenham rolado algumas surpresinhas marcantes, claro!

red-hot-chili-peppers-lollapalooza-2018 Red Hot Chili Peppers fez show com pouca empolgação, mas trouxe algumas surpresas

Red Hot Chili Peppers fez show com pouca empolgação, mas trouxe algumas surpresas (Diego Padilha/I Hate Flash/Divulgação)

A setlist, diferente das outras edições do Lollapalooza que rolaram na semana passada na América do Sul, trouxe, obviamente, muitos sucessos da banda, como Californication (que ganhou uma pegada ainda mais calminha, acompanhada de um piano), Snow (Hey Oh), Otherside e By the Way, canções que o público fez questão de acompanhar em coro.

Embora a galera pulasse e gritasse com muita energia, é preciso dizer que o vocalista, Anthony Kiedis, não parecia estar em seus melhores dias. Pouco animado, ele não se abalou nem mesmo quando um fã invadiu o palco e foi retirado às pressas pelos seguranças. Quanto aos outros membros da banda, nem precisa falar que o baixista Flea era o mais empolgado, né? O baterista Chad Smith também arrasou com seus solos entre uma música e outra.

flea-chad-red-hot-chili-peppers-lollapalooza-brasil-2018 Flea, o baixista, e Chad Smith, o baterista, no show do Red Hot Chili Peppers no Lollapalooza BR 2018

Flea, o baixista, e Chad Smith, o baterista, no show do Red Hot Chili Peppers no Lollapalooza BR 2018 (Diego Padilha/I Hate Flash/Divulgação)

A primeira surpresa da noite ficou por conta do guitarrista John Klinghoffer. Em geral mais na dele nos shows, ele levou a plateia ao delírio ao fazer um cover de Menina Mulher na Pele Preta, de Jorge Ben Jor, completamente em português! É verdade que faltou um pouquinho do ~swing~brasileiro, mas ele arrasou.

Outro momento único foi quando eles chamaram ao palco o percussionista brasileiro Mauro Refosco (membro de apoio do RHCP), que deu à música Hump de Bumb um leve toque de samba. Ficou demais!

red-hot-chili-peppers-lollapalooza-2018-2 O funk americano Hump de Bump ganhou uma pegada de samba no show do Red Hot Chili Peppers

O funk americano Hump de Bump ganhou uma pegada de samba no show do Red Hot Chili Peppers (Diego Padilha/I Hate Flash/Divulgação)

No finalzinho do show, Kiedis pareceu acordar um pouco mais e voltou com um pouco mais de energia para o bis. Em Goodbye Angels, correu bastante pelo palco. Já no hit Give It Away, fez o que parte dos fãs esperavam: tirou a camiseta vermelha e, finalmente, adotou aquela atitude mais rock’n’roll pela qual é tão conhecido. Demorou!

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s