Pe Lanza é acusado de agredir a mãe e rebate denúncia

Uma briga entre ele, sua namorada e sua mãe teve até panela e tesouras!

Pe Lanza, ex-vocalista do Restart, protagonizou momentos tensos nesta segunda-feira (19). De acordo com o programa Balanço Geral, da Record TV, a mãe do vocalista, Leni Lanza, registrou um boletim de ocorrência relatando agressões por parte de seu filho e da namorada dele, Gabriela Merjan.

Segundo Leni, ela teria pedido que a nora saísse de seu apartamento e isso deixou Pe Lanza irritado. Então, ele teria agredido a mãe com socos nos braços e nas costas. Gabriela, a namorada do cantor, teria inclusive batido na sogra com uma panela!

"Musa do corpo dourado do sol de Ipanema." 🖤

A post shared by PEDRO LANZA (@pelanza) on

Mais tarde, Pe Lanza deu uma entrevista ao programa Cidade Alerta, também da Record, para dar sua versão dos fatos. “Estava voltando do Rio de Janeiro, na estrada, quando a Fabíola (Reipert, jornalista) me ligou e falou sobre esse boletim de ocorrência, que eu teria agredido a minha mãe. Fiquei completamente em choque. Inverdades foram contadas e a história foi um pouco distorcida. Por exemplo, esse fato da panela, tenho até um vídeo. Consegui separar as duas, minha mãe pegou essa panela e, quando percebeu que eu estava gravando, ela soltou a panela na minha mão”, disse o cantor.

Ele também inverteu o jogo e disse que, na verdade, foi sua namorada que foi agredida pela mãe. “Não teve agressão da minha parte, mas teve da minha mãe, verbal e fisicamente, contra a minha namorada”, contou.

Gabriela Merjan também não ficou calada e respondeu a comentários de seguidores que a criticavam em seu Instagram. “Ela veio para cima de mim, me xingando e batendo. Ele (Pe Lanza) não bateu na mãe! Quem saiu no tapa fui eu e ela! Tenho roxos na perna, no braço, de soco e porrada que ela me deu”, escreveu a garota.

“Um dia não aguentei mais ser xingada quieta e xinguei também! Ela não aguentou, veio para cima de mim e eu bati para me defender. O Pedro (nome verdadeiro de Pe Lanza) berrava para a gente parar, e ela não largava meu cabelo. Eu já estava no chão e ela continuava a me bater. Até que o Pedro segurou os braços dela. Ela veio com uma tesoura de ponta falando que ia me matar, foi quando eu falei que iria embora e me tranquei no quarto”, explicou.

Que tenso, gente!

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s