O Rei Leão: o que significa o trecho africano da música O Ciclo Sem Fim?

O canto fala sobre um leão que será rei, seu pai e... um leopardo?

Seja na animação de 1994 ou na versão atual de O Rei Leão, não tem nada que represente mais o filme do que aquele começo emocionante da música O Ciclo Sem Fim, né? É só ouvir os primeiros acordes que a gente já sabe que a canção se trata do clássico da Disney. Mas você tem ideia do que aquele canto africano significa ou de como ele surgiu? A gente te explica!

o-rei-leao-gif

 (Reprodução/Disney)

A música Circle of Life foi escrita por Elton John e Tim Rice para a trilha sonora da animação original, mas o compositor responsável pela parte instrumental da faixa, Hans Zimmer, sentia que faltava alguma coisa na canção e encomendou um canto com vibes mais locais para o músico e produtor sul-africano Lebo M. Lebo, então, escreveu o trecho em zulu inspirado pela pequena sinopse que tinha do filme, que dizia apenas que a trama era sobre um leão que perde seu pai em uma tragédia e precisa aprender a ser rei.

Daí surgiram os versos “nants ingonyama bagithi Baba Sithi uhm ingonyama/Nants ingonyama bagithi baba/ Sithi uhhmm ingonyama/ Ingonyama/ Siyo Nqoba/ Ingonyama/ Ingonyama nengw’ enamabala“, que em português significam algo como “aqui vem o leão que será rei, pai. Sim, é um leão. Um leão. Vamos conquistar. Um leão e um leopardo vêm para este lugar aberto”. Que engraçado, né?

Diz a lenda que a cena inicial do filme era diferente e, originalmente, mesclava a música com alguns diálogos entre os animais que explicariam porque eles estavam todos indo em direção à Pedra do Rei. Contudo, ao ouvirem a versão finalizada da música, os diretores Rob Minkoff e Roger Allers teriam percebido que ela já falava por si só. “Este filme foi traduzido para 32 línguas diferentes, mas não importa em que idioma você assista, é Lebo que começa com o canto em zulu, enquanto o sol nasce. Isto ficou como um marco da qualidade africana do filme”, disse o produtor executivo Thomas Schumacher em um documentário sobre o making-of do desenho.

Difícil é cantar o trecho certinho, né?

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s