Micael Borges: “Estou focado na música agora, é uma coisa que eu sempre gostei”

Usando apenas Mika como nome, ex-Rebelde fará estreia solo no Z Festival

Micael Borges está de volta ao cenário artístico, mas não pensem que vão vê-lo na TV nos próximos meses. Usando apenas o apelido Mika, ele se prepara para lançar disco solo e já tem data marcada para estrear nos palcos: dia 31 de agosto, no Z Festival, em São Paulo.

O ex-Rebelde está finalizando seu primeiro CD solo, que irá se chamar O que não me derruba transformo em inspiração , que deve sair até o final do ano. E já se prepara para rodar o Brasil, testando repertório e amadurecendo suas composições, para entrar em estúdio com produção de Rick Bonadio.

A CAPRICHO conversou com Mika, que falou sobre sua carreira musical e ainda deu detalhes do show que fará no Z Festival, que poderá ter uma participação especial de Arthur Aguiar .

CAPRICHO – Como está sendo a gravação do seu disco de estreia?

Mika – Na verdade estamos terminando, estava na correira de terminar o repertório pra fazer show. Quando já se tem um show montado, aí é só entrar em estúdio, em 2 dias consigo fazer as músicas.

Como vai ser o show do Z Festival?

Não é um show muito longo, reduzimos as músicas e ficou com 40 minutos. Preparamos um show dinâmico, a maioria são músicas minhas, algumas que já soltei na internet. Também tem uns covers de O Rappa, Charlie Brown Jr. e Seu Jorge . Uma galera que eu curto.

O Arthur Aguiar também toca no Z Festival, com a banda F.U.S.C.A., preparam alguma coisa juntos?

Não combinamos nada. A gente só se falou, viu que ia tocar no mesmo dia. Enconttrei com o Arthur essa semana e ele falou que vai ser muito maneiro. É bom que a gente pode conversar no dia do show, fazer alguma parceria.

Saber que o Arthur também vai estar por lá ajuda a diminuir um pouco o nervosismo da estreia solo?

Fiquei muito feliz, com certeza. Dividi dois anos com ele no Rebeldes, agora tá cada um com sua banda, dividindo o palco com bandas gringas. No Espaço das Américas, lugar onde a gente estreou, tocando no NoCAPRICHO. Nós temos o nosso público que é muito grande, público dos Rebeldes, que segue nossa carreira solo agora. Vai ter muita gente lá, uma energia bacana. Vai ser engraçado, estou tranquilo e muito feliz.

Ainda rola aquela loucura e assédio da época de Rebeldes?

O público mudou bastante. Ainda tem um pouco do lance da histeria, mas não tanto quanto antes. Acho que passou um pouco essa febre. E o público que me acompanhava desde a Malhação , teatro e outras bandas, ficou mais forte. Agora é mais tranquilo do que na época do Rebelde , com a novela potencializava mais. Eu aprendi a usar isso a meu favor, é um público que me ajuda muito, um meio de divulgação muito forte.

Você gravou uma música com as meninas da banda Girls, O Mundo dá Voltas . Como rolou essa parceria?

Foi muito legal cantar com as Girls, as conheci no Midas e aí o Rick [Bonadio] falou: “Tô com uma música aqui, vê se você gosta”. Escutei e levei pra casa, tenho um home estúdio lá. Ele me passou a história, no outro dia ele ouviu já gravada. A letra ainda nem tava pronta, ele terminou de escrever uma parte. Elas são muito talentosas, a música ficou linda, até me surpreendeu.

E a carreira de ator, vai ficar de lado por enquanto?

Por enquanto está tranquilo, não tem nada grande pra fazer ainda. Eu acabei de terminar Rebelde também. O Arthur emendou, eu falei que queria me dedicar a música. Não que eu tenha parado, mas já me ligaram.

Você ainda tem contrato a Record, né?

Sim, meu contrato ainda tem um tempinho. Já me ligaram pra conversar, tem coisa vindo por aí. Mas eu estou focado na música agora, é uma coisa que eu sempre gostei de fazer. As coisas estão caminhando cada vez mais.

Quero quebrar uma barreira aí, aqui no Brasil ou você é músico ou é ator. O Seu Jorge, o Fábio Jr. antigamente, atuavam e cantavam. O Seu Jorge mesmo faz filme, participação em novela, é um grande ator e um grande cantor. Tenho essa vonatde.

No Brasil é mais difícil fazer isso, né?

Nos EUA você vê grandes atores que também são grandes músicos como o Jamie Foxx, o Justin Timberlake. Pretendo fazer filme, novela e continuar com a carreira na música.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s