Marido de Troian Bellisario expõe mulher que os criticou e causa polêmica

O casal estava voltando do casamento real quando uma mulher disse que eles saíram gordinhos em uma foto

Patrick Adams, o marido de Troian Bellisario, acabou se evolvendo numa polêmica quando estava voltando do casamento de príncipe Harry e Meghan Markle. Ele, que fazia o par romântico de Meghan na série Suits, estava no aeroporto com a esposa esperando para pegar um voo para a Grécia, seu próximo destino, quando uma senhora se aproximou e falou mal de uma foto deles no casamento real.

Acontece que, chocado com a situação, Patrick aproveitou quando a senhora se afastou e decidiu ~expor ela~ nas redes. Ele postou uma foto da mulher dormindo na cadeira do aeroporto com a seguinte legenda: “Ela lê o jornal. Vê uma foto minha e da Troian no casamento. ‘Meu Deus, que foto horrível de vocês’. Eu olho para o lado. ‘Sério? Eu meio que gosto dessa foto. O que você acha que há de errado com ela?’. Ela pausa. ‘Bom, vocês estão tão… gordinhos.’ Ela ri e cai no sono. Eu tiro uma foto dela e…”, escreveu o ator, dando a entender ainda que ela é que era gorda.

Acontece que, logo em seguida, as pessoas começaram a criticá-lo por ter devolvido o comentário na mesma moeda e ainda ter exposto a senhorinha para seus 2,2 milhões de seguidores no Instagram.

View this post on Instagram

Yesterday I posted a photo of a woman who did some casual body shaming of my wife and I in the airport. My intention was solely to put a face to the people who think that sort of glancing commentary is necessary, helpful or funny. Some of the comments on the post instead said I was being a bully and should have taken the “high road” (some also doubled down on the body shaming. Thumbs up guys!) I thought it over and agreed and took it down, not because I felt the woman was right or fair or undeserving of being called out but because any sense of being a bully or lashing out felt wrong. Now a number of familiar outlets with a lot of extra time on their hands are asking for comment and getting ready to publish the post in their hard hitting newspapers, magazines and blogs. So I’ll comment here. I’m no bully. What that woman said to us was offensive and unnecessary but I should have told her she was rude and out of line and left it at that. I’m sorry I didn’t. I was too shocked and annoyed and Canadian – so I avoided the confrontation. Again, I’m sorry. Now if you see the original post on any media outlet just know that they are choosing to take a relatively small indiscretion and make it worse. Not for me. Because I promise you once I hit post on this message it will be out of my mind forever. But it will make whatever bullying or embarrassment I might have caused for that woman far worse for a far wider audience. Now -this has obviously taken up far too much of our time and of the precious internet space that we need so much. Sorry about that. But let’s just finish with a quick summary. 1. Don’t talk shit about the way people look. You have no idea what’s going on with them and your commentary will always make their day worse not better. 2. If someone does. Don’t use the internet to settle scores. Tell them right to their face and in public that they’re part of the problem and not the solution. 3. Believe pretty much nothing you read in magazines. Good or bad. The machinery runs on misfortune and oversimplification. 4. Be cool to yourself and others at every opportunity. Life is too short for all of this. Thx for reading. Now back to our lives…

A post shared by Patrick Adams (@halfadams) on

Patrick logo percebeu o seu erro e pediu desculpas aos seguidores por ter devolvido o bullying com mais bullying. Ele comentou ainda que alguns veículos sensacionalistas estavam tentando tirar proveito da situação e que isso só iria piorar as coisas. Olha só o textão que ele escreveu para se desculpar:

“Ontem eu postei a foto de uma mulher que fez um body shaming aleatório a mim e a minha esposa no aeroporto. Minha intenção era unicamente dar as caras para as pessoas que acham que esse tipo de comentário é necessário, engraçado ou que ajuda alguém. Alguns comentários no post, porém, diziam que eu estava fazendo bullying e deveria ter seguido o caminho mais longo (outros revidaram com mais body shaming. Parabéns, gente!).

Eu pensei sobre isso, concordei e apaguei o post, não porque acho que a mulher estava certa ou não deveria receber uma bronca, mas porque qualquer tipo de bullying ou humilhação é errado.

Agora, um número de veículos com muito tempo sobrando nas mãos está pedindo mais comentários sobre o caso e se preparando para publicar algo sobre isso em seus jornais, revistas e blogs. Então vou comentar aqui. Eu não faço bullying. O que aquela mulher disse pra gente foi ofensivo e desnecessário, mas eu deveria ter dito a ela que ela tinha sido grosseira e acabado por aí. Sinto muito por não ter feito issoEu fiquei chocado e irritado e sou canadense, então evitei confrontos. De novo, peço desculpas.

Se você vir o post original em qualquer veículo saiba que eles escolheram pegar uma parte de indiscrição relativamente pequena e tornar isso pior. Não para mim, porque eu prometo que assim que postar esta mensagem, esse assunto acabará para sempre. Mas vai fazer com que o bullying ou a vergonha que eu possa ter causado para essa mulher seja muito pior, para uma audiência muito maior.

Isso obviamente tomou muito mais do nosso tempo e do espaço na internet de que precisava, então desculpem por isso. Mas vamos terminar com um rápido resumo: 1) não fale m**** sobre a aparência das pessoas. Você não tem ideia pelo que elas estão passando e seu comentário fará o dia delas ainda pior. 2) se alguém fizer isso com você, não use a internet para revidar. Diga na cara deles e em público que eles são parte do problema, não da solução. 3) Não acredite em quase nada do que ler nas revistas, sejam elas coisas boas ou ruins. O mecanismo funciona com desgraça e simplificação excessiva. 4) Seja legal consigo mesmo e com os outros em todas as oportunidades. A vida é curta demais para tudo isso. Obrigado por ler, agora voltamos às nossas vidas…”.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s