Louca Por Séries: 12 séries que foram presentes de Natal

Aquelas séries que cada episódio era uma alegria, como a de abrir um presente nesse ano

Por Priscila Harumi - 25 dez 2017, 13h45

Então é Natal… e o que o mundo das séries de TV fez? Trouxe algumas séries que foram verdadeiros presentes de Natal na minha vida. Todo ano, eu passo a ceia assistindo séries e algumas viradas de ano também. Nesse ano de 2017, até o momento, assisti mais de mil episódios de séries variadas, o que deixa complicado falar de apenas algumas que me trouxeram alegria a cada semana ou a cada episódio (foram muitas).

Presentes são os melhores jeitos de mostrar a alguém o quanto você se importa – Michael Scott. NBC/Divulgação

Mas como estamos na época do ano de relembrar os bons momentos que se passaram e ser grata pelos presentes da vida, vamos às séries que me trouxeram extrema alegria nesse ano. Muitas delas já eram conhecidas de vocês, mas hoje em dia, cada um está em um ritmo diferente, não é mesmo?

1) Rick and Morty

Desafia toda a lógica! Adult Swim/Divulgação

Céus! Por que demorei tanto para começar a assistir essa maravilha de série?! É a animação que todo mundo não para de falar. É engraçada, inteligente, rápida e cheia de referências fantásticas. Esquece Big Mouth, BoJack Horseman, até mesmo Os Simpsons e Family Guy, essa é a comédia do ano. Infelizmente nada de sinal da 4a temporada e o que nos resta é assistir aos melhores episódios no repeat até decorar as falas!

2) Vikings

Continua após a publicidade
History/Divulgação

Essa é outra que demorei uma vida para começar a assistir e quando comecei, não consegui parar mais. Ragnar, meu amor. Lagertha, queen master. Eu ainda não comecei a 5a temporada (está me aguardando na Fox Play), mas isso porque a segunda parte da 4a temporada me deixou BEM mal. Não sei ainda se vou ter coragem de dar o play, mas a jornada foi linda até aqui.

3) Final de Bates Motel

Pertencemos um ao outro. A&E/Divulgação

Entrou para o hall das grandes injustiças do Emmy. Vera Farmiga e Freddie Highmore fizeram uma obra prima dessa série, que passava no canal A&E (que não tem muita influência no mundo da TV, por isso o pouco destaque). Mas céus, sabe perfeição? Sabe aquelas séries que do começo ao fim você fica presa na TV? E eu aplaudi de pé todos os episódios dessa última temporada. Marcou a história da TV. Marcou a minha história. Que final!

4) 3ª temporada de Outlander

Nós encontraremos um ao outro, confie nisso. Starz/Divulgação

Se essa Droughtlander não chegasse ao fim, não sei o que seria de mim! Eles simplesmente demoraram UM ANO E MEIO para entregar a temporada mais esperada de todas. Depois daquele final de arrancar o coração da 2a temporada, eu passei um tempão sonhando com a cena da gráfica. Porque claro, eu tive que ir ler os livros, porque não me aguentei. Mas acho que queria não ter lido e visto toda essa maravilha como se fosse a primeira vez. Eu não paro de reassistir a esses episódios e amo demais que eles estão gravando a 4a temporada já. Só não nos faça esperar uma eternidade, por favor!

Continua após a publicidade

5) A volta de Will & Grace

Bem, isso foi gay. NBC/Divulgação

Se a gente comemorasse o Thanksgiving Day, o tal Dia de Ação de Graças, está aí um motivo lindo. Eu sempre fico receosa em revivals, tem muita coisa que só funcionou no passado e quando volta para os tempos atuais, parece que perde algum ingrediente da magia. Mas céus, é raro ver uma série que volta MELHOR do que já foi. Sem dúvidas, o ritmo, a química e a inteligência dos roteiros estão em cada episódio melhor do que nunca. Verdadeiro presente para os fãs, como eu.

6) A 2ª temporada de This is Us

– Você é emotiva. – Não sou emotiva. NBC/Divulgação

Quando você acha que não dá para chorar mais do que aquela primeira temporada, eles voltam com um soco na boca do estômago com o primeiro episódio da segunda temporada. Aí, daí pra frente é só deixar as lágrimas escorrerem. Parece loucura colocar uma série que me faz chorar como presente, mas na verdade, são esses momentos de profunda conexão e catarse que fazem cada episódio ser quase como uma terapia. Não é à toa que é uma das séries mais amadas nos dias de hoje.

7) A surpresa de Shooter

Continua após a publicidade
USA/Divulgação

É raro eu gostar de uma série de guerra. Na verdade, esse ano comecei a gostar mais do que esperava. Talvez porque o jeito inteligente e misterioso de Ryan Philippe nesse papel me conquistou de vez. Fiquei chocada que ele machucou a perna e tiveram que terminar a 2a temporada antes da hora, que não estava tão emocionante quanto a primeira, mas estava bem feita. Eu adoro essas séries que os protagonistas são bem inteligentes, mais que o público, tipo The Brave e The Night Manager. Foram presentes desse ano mesmo.

8) A perfeição de The Handmaid’s Tale

Hulu/Divulgação

Vamos coroar logo como A série do ano? Foi tudo o que a gente precisava ouvir nesse ano maluco. Que perfeição de série! Elenco, direção, fotografia, edição, trilha, roteiro. Céus, que roteiro! Eu preciso ler o livro agora, mas tenho medo de me sentir sufocada com o grito entalado na garganta tudo de novo. Foi um presentão receber essa pérola da TV, não é à toa que está recolhendo os prêmios agora. Assistam ainda nesse ano, vale cada segundo em uma mensagem extremamente impactante. Sem mais palavras.

9) A doçura de Anne with an E

Anne e Matthew a caminho de Green Gables pela primeira vez. Netflix/Divulgação

Não imaginava que fosse curtir tanto essa história infantil. Eu chorei, ri e realmente me emocionei. Às vezes, o coração só quer algo doce e simples como essa série. Algo leve, que traz um sorriso no rosto e uma sensação de esperança. Mal posso esperar por mais histórias dessa menininha fofa.

Continua após a publicidade

10) As razões de 13 Reasons Why

Tem que melhorar. Reprodução/Netflix

Dá pra acreditar que 13 Reasons Why foi ainda nesse ano? Eu escrevi uma coluna inteira para essa série que marcou não só esse ano, mas uma geração. Não é à toa que teremos uma nova temporada (apesar de eu não achar necessário), para continuar essa importante história que nos foi contada e que acontece com mais frequencia do que a gente imagina.

11) A tensão de American Crime Story

Essas luvas são muito pequenas. FX/Divulgação

Outra série que nem acredito que assisti somente nesse ano! People Vs O.J. Simpson é uma das brilhantes obras de Ryan Murphy (que estreia a 2a temporada agora em janeiro) e que conquistou todas as conversas que tive no começo do ano. Brilhante ver aquele elenco interpretando uma história real que é absurda e envolvente. Vale cada segundo mesmo.

12) O mistério de The O.A.

Continua após a publicidade
Existir é sobreviver a escolhas injustas. Netflix/Divulgação

Essa foi a primeira série que assisti no ano! Lembro de chegar de viagem e dar o play na Netflix. Que história bonita e cativante! Eu errei todos os meus palpites e quando entendi que era uma mensagem mais filosófica do que investigativa, a série ganhou um espaço ainda maior no meu coração. O que foi aquela cena da dança entre o casal? Quem não tentou fazer aqueles movimentos? Sem palavras, simplesmente corpo e alma, que poder!

Assistiu a alguma dessas? Concorda ou discorda de mim? Quais foram as suas? Compartilha comigo nos comentários ou vem conversar comigo no Instagram @priharumi | Twitter @priharumi | TV Showtime priharumi

Publicidade