Jack Gilinsky comenta áudio em que xinga a ex, Madison Beer

No áudio, o cantor a xinga de "vadia" diversas vezes, na época em que eles ainda namoravam.

Durante o final de semana, caiu na internet um suposto áudio do Jack Gilinsky, da dupla Jack&Jack, agredindo verbalmente a ex-namorada, Madison Beer, quando eles ainda estavam juntos.

Nele, Jack xinga Madison de “vadia” diversas vezes durante uma discussão. Ela responde que ele “não é mais o namorado dela” e que deveria “ir embora”, mas ele continua com os xingamentos. Nenhum dos dois tinha se pronunciado sobre o fato até esta segunda-feira (03), quando Jack assumiu a culpa e se desculpou pelo ocorrido.

Ele postou um texto em suas redes sociais em que diz que “Não dá para justificar as palavras que saíram da minha boca naquele arquivo de áudio. De jeito algum eu apoio quem eu era naquela parte da minha vida, mas as pessoas mudam e aprendem com seus erros”. Ele também acrescenta que o áudio é do ano passado e ele não é mais assim.

(Reprodução/Instagram)

Confira a tradução completa:

“Não dá para justificar as palavras que saíram da minha boca naquele arquivo de áudio. De jeito algum eu apoio quem eu era naquela parte da minha vida, mas as pessoas mudam e aprendem com seus erros. O áudio que todos vocês ouviram é do ano passado. Eu estava em um período muito sombrio e claramente não tinha controle nenhum sobre minhas emoções. É doloroso para mim porque muitas pessoas pensam que esse áudio é atual e é uma representação de onde eu e a Madison estamos hoje, quando isso é muito longe da verdade. Como qualquer outro casal, Mad e eu tivemos nossos altos e baixos e esse áudio especificamente é um dos nossos pontos mais baixos. Madison sabia que se não me ajudasse a superar meus modos e mudar, ninguém ajudaria e eu nunca aprenderia com os meus erros. Eu nunca vou ser capaz de agradecê-la o suficiente por acreditar em mim do jeito que ela acreditou durante todo esse tempo. Por mais terríveis e imperdoáveis que as minhas palavras naquele áudio foram, nós passamos por isso juntos, como um casal, e mesmo que não estejamos juntos agora, ela é alguém que eu vou amar e me importar para sempre, não importa onde a gente esteja em nossas vidas individuais. De jeito nenhum eu quero que as pessoas se sintam mal por mim ou me perdoem. Eu assumo a culpa por todas as minhas ações e eu sei melhor do que tratar uma mulher, ou qualquer pessoa que seja, do jeito que eu tratei naquela época. Eu sinto muito por todos os meus fãs ou qualquer um que costumava se inspirar em mim. Essa não é a pessoa que eu sou hoje e eu não quero que NINGUÉM ache que é ok agir do jeito que eu agi naquele áudio. É ruim porque eu trabalhei tão duro para aprender e crescer e agora eu sou forçado a lembrar esse período sombrio do jeito mais público possível. Aprendi com os meus erros. Se você está passando por algo agora, apenas fale com alguém. Não há necessidade de ninguém se ferir. Desde o primeiro dia tudo que eu quis foi espalhar positividade e é isso que eu vou continuar a fazer.”

Como o próprio Jack diz no texto a atitude dele é imperdoável. Xingar uma pessoa assim dentro do namoro se caracteriza como um relacionamento abusivo. Se você ou alguém que você conhece estiver passando por algo parecido fale com alguém, tá?

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Só sei que nos sempre lembraremos de como os dois juntos e separados são maravilhosos, e devemos apoiá-los e como Jack falou ele estava em uma fase difícil.

    Curtir

  2. É difícil demais essas coisas, eu tenho uma amiga que no ano de 2016 sofreu demais com um relacionamento abuso eu cheguei no momento em que ela tinha que andar com uma faca de mesa por debaixo de sua roupa para reagir a qualquer coisa ‘anormal’ que acontecesse, gente, onde isso é normal? Onde é normal você ter medo da pessoa que diz te amar, eu falei com ela, expliquei que não era o certo e se ela não conseguia mais confiar nele que se separasse de vez, mas daquele jeito não tinha como continuar, ok, ela terminou com ele, mas chegou um momento que eu sentia medo do que pudesse acontecer pq eu não sabia se ele ia acabar colocando a culpa em mim pelo fim, voltei para minha cidade onde moro e eu soube que eles não reataram o namoro oficialmente, mas tinham encontros, tipo, como ajudar uma pessoa assim, então? você dá conselho para o bem, mas acaba fazendo o mesmo de antes. Ele proibiu ela de estudar, ficava trocendo o pescoço dela tipo para quebrar mesmo, em maio, infelizmente, se posso dizer, ele sofreu um acidente e veio a óbito. Quem sabe agora ela pode viver sua vida…

    Curtir