Garota que ofendeu Titi Gagliasso é negra e não está arrependida

Adolescente de 14 anos é de Guarulhos e já fez injúrias raciais a Gabi Amarantos

A garota de 14 anos que confessou ter feito ofensas racistas contra a filha de Bruno Gagliasso e Giovana Ewbank, a pequena Chissomo, de 3 anos, carinhosamente chamada de Titi, é negra e não se mostrou arrependida. Segundo o site G1, a delegada Daniela Terra, responsável pela investigação, contou que ela e os investigadores ficaram surpresos com a postura da menina.

Foto: Reprodução Foto: Reprodução

Foto: Reprodução (Reprodução/Instagram)

“Ela não se mostrou arrependida, o que até causou estranheza pra gente, e foi clara em dizer que ela era negra. É uma tristeza e um passo para trás da nossa sociedade”, disse Terra ao G1. “O que a gente vê muitas vezes é um ato inconsequente de um adolescente e os pais não pensam nisso, não acompanham. Não acredito que ela seja racista sendo negra. É um juízo de valor que não podemos fazer, mas eu realmente acho.”

Apesar da confissão, a menina não foi detida, mas vai responder por ator infracional análogo ao crime de injúria racial. Ainda de acordo com o G1, ela é de Guarulhos e já fez injúrias raciais a Gabi Amarantos, além de já ter criado um perfil falso para ofender uma parente.

Assim que a Operação Gagliasso identificou os suspeitos na terça-feira (20/12), Bruno Gagliasso usou seu perfil oficial no Facebook para agradecer ao trabalho da Polícia Civil e comentar o caso:

bruno-gagliasso-caso-titi

 (/)

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Deborah Torres

    pq o movimento africanistas não falam sobre isso???
    se fosse um branco ja estariam falando sobre a sociedade patriarcal e blá blá blá e como o homem branco é mal e racista

    Curtir

    1. Fran Mercês

      Geralmente não comento em sites e acho que tô velha demais para comentar no da capricho, mas vamos lá.

      A menina errou, claro que errou. O fato dela ser negra só nos mostra o quão doente é uma sociedade que te faz ofender um igual. Ela ser negra não significa que ela não vai reproduzir o racismo, assim como mulheres, mesmo as feministas, as vezes reproduzem o machismo.
      Ela reproduzir ofensas racistas sendo negra só nos mostra o quão mal ela se sente com ela mesma. A gente cresce assim, com ódio da nossa pele, dos nossos traços, do nosso cabelo.
      Aprendemos desde muito cedo que somos feias demais para sermos amadas ou vistas então nos recortamos, nos queimamos, nos alisamos, nos clareamos para nos encaixar em um padrão e passamos a odiar quem não faz o mesmo.
      Passamos a odiar ainda mais quem não faz o mesmo e recebe igual ou maior atenção que nós. Por isso até hoje ofensas são proferidas a grandes personalidades negras. É por ódio e ignorância.É meio que uma sentimento de impotência e amargura, porque o outro sendo ele mesmo é amado e respeitado mesmo tendo a pele negra e o cabelo afro enquanto as pessoas comuns ( pobres reles mortais) continuam sendo pressionados a se embranquecer para serem mais aceitos.

      Curtir

      1. Deborah Torres

        concordo com vc
        mas o ponto que eu estou levantando é sobre esses movimentos como o feminismo e africanismo que em vez de lutar pelo oque realmente importa ( como oque vc explicou) eles usam para se vitimizar ,
        ex invadem as faculdades interrompendo aulas para falar sobre o racismo, se vitimizando https://www.youtube.com/watch?v=P0qAvA8tDOc
        pq se um cara branco fala alguma coisa eles o agridem verbalmente
        agr como o caso de ser uma garota negra, ninguém se pronuncia sobre nada
        todos somos iguais negros e branco, todos nos temos a mesma capacidade

        Curtir

      2. Deborah Torres

        concordo com vc
        mas a questão q eu levando é sobre esses movimentos africanistas e feministas

        Curtir

      3. Deborah Torres

        Curtir

      4. Deborah Torres

        obrigada capricho por me censurar e so pq sou contra movimentos feministas e africanistas

        Curtir

      5. Deborah Torres

        obrigada capricho por me censurar

        Curtir

  2. V. Roberta Q

    Quanto comentário ignorante.

    Curtir

  3. jessica oliveira felix

    O mais triste de tudo nessa historia é que tem milhares e milhares de negros sofrendo racismo diariamente, eu mesmo tenho amiga que já passou por isso, e por não ser famosa o caso foi esquecido. O Bruno foi certo em correr atrais dos direitos da filha, não o culpo por ter “privilégios” e talvez até um dinheiro para bancar a operação, e ele também tem razão a falar que o Brasil falta educação, falta também direitos iguais a todos independentes de quem são e que classes fazem parte. Tem muitos policias bons que cumprem seus papeis, porém na minha cidade por exemplo tem outros…. que é uma vergonha….

    Curtir