Freira de 89 anos processada por Katy Perry morre no tribunal

Catherine Holtzman compareceu a um tribunal para pedir a anulação da decisão que favoreceu Katy.

Katy Perry só queria comprar um terreno em Los Angeles em 2015, mas ela nunca imaginaria o desdobramento que o caso iria ter até 2018. Na última sexta-feira (09/03), uma freira, de 89 anos, “caiu e morreu” no tribunal enquanto pedia a anulação da decisão que favoreceu Katy no final de 2017.

Catherine Rose Holtzman representava um grupo de freiras que estava em uma disputa judicial contra Katy por causa de um terreno em Los Angeles. As religiosas adquiriram o local em 1971, mas tiveram que se retirar por ordens da própria Arquidiocese em 2011.

Quatro anos depois, Katy fez um acordo com a Arquidiocese para comprar o terreno por $14,5 milhões de dólares ao mesmo tempo em que as freiras combinaram a venda do local para uma empresária por $1 milhão de dólares a mais. Confusão feita, o processo começou.

No julgamento, a Justiça ficou ao lado da cantora, decretando que ela ainda recebesse $5 milhões de dólares por danos morais e pelas custas do processo. Foi exatamente essa decisão que a freira estava tentando reverter quando morreu.

Trágico, né?

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s