Elenco de Perrengue conta todos os detalhes da nova série da MTV

Mariana Molina, Guilherme Dellorto, Vinícius Redd, João Vitti e Ingra Lyberato estão na nova série brasileira do canal.

Nesta segunda-feira (21/08) estreia na MTV a série brasileira Perrengue, uma “selfie sem filtro de tudo que pode envolver a entrada na vida adulta: trabalho, família, relações.” Com 13 episódios, ela vai retratar o cotidiano da Pérola, do Cadu e do Miguel, amigos inseparáveis de infância.

Os atores Mariana Molina, Guilherme Dellorto, Vinícius Redd, João Vitti e Ingra Lyberato se encontraram com a CAPRICHO e falaram um pouquinho do que esperar da série e como foram os bastidores de gravação. Vem ver:

CH: Pra começar, vocês podem falar um pouquinho da história e do seu personagem?

Vinicius: O Cadu é um cara amigo, bom filho, apaixonado pela vida. Ele gosta de aproveitar a vida do jeito dele. A série mostra essa transição da adolescência pra vida adulta, de ter que começar a trabalhar, se virar, ter que pagar conta, ter que aprender a cozinhar, esses perrengues mesmo que a gente passa.

Mariana: A série dá um zoom nas questões que toda pessoa passa em algum momento da vida, mas normalmente na juventude, nessa transição de família, trabalho, relacionamento, achar seu lugar no mundo. A Pérola tá indo morar com os amigos dela na casa que herdou da avó, e passa por vários perrengues, mas sempre com muita leveza. Ela também é muito apaixonada pelos amigos, pela vida, pela arte, pelas coisas que ela acredita.

Guilherme: Eu faço o Miguel, que, dos 3, acho que é o que tem que encarar a vida com um pouco mais de seriedade, porque ele tem que ganhar o dinheiro, tem que se sustentar. Os pais não tem uma condição bacana, então ele tem que correr atrás. Então ele acaba sendo o lado mais careta, mais sério, o mais pé no chão. E, talvez por isso, ele também sofre de ansiedade, mas eu acho que a amizade e o amor é o lugar em que ele se apoia.

Ingra: Eu faço a Paloma, mãe da Pérola. Ela é muito apaixonada pela filha, ela acredita no talento e na capacidade da filha e vê na Pérola um futuro incrível, mas, ao mesmo tempo que ela tá ali dando apoio, ela também sabe que é um momento de transição e empoderamento, então tem momentos que ela deixa mesmo a filha quebrar a cara. (risos).

João: Eu faço o Marcelão, que é o pai do Cadu, e é um cara good vibes, paizão, parceiro, amigo, cabeça aberta. Ele é um surfista aposentado e tem uma loja de artigos de surf com a esposa. O Marcelão é um pai superpresente na vida dos filhos, amoroso, acolhedor.

PERRENGUE 04 De cima pra baixo: Guilherme Dellorto (Miguel), Vinícius Redd (Cadu) e Mariana Molina (Pérola).

De cima pra baixo: Guilherme Dellorto (Miguel), Vinícius Redd (Cadu) e Mariana Molina (Pérola). (MTV/Divulgação)

CH: Vocês são muito próximos na série. Como vocês desenvolveram essa relação e naturalidade?

Mariana: A gente teve uma preparação, um tempo antes, mas, além disso, nós 3 convivemos muito diariamente por um bom período, então acho que ela meio que se estabeleceu sozinha.

Vini: É, foi muito natural. Além de a gente ter feito uma preparação com a Kika (Freire) durante um mês, a gente começou a gravar bastante tempo junto e aí, enquanto esperava o amigo trabalhar, a gente ficava ali conversando e nos conhecendo.

Gui: E uma coisa legal é que a gente já tinha feito muitas cenas juntos nos teste, então quando juntou nós 3 já bateu uma coisa muito boa. A gente teve sorte de ter várias pessoas que vão contribuindo pra isso. Por exemplo, eu tive muito contato com o Osvaldo (Mil) e com a Bel (Kutner), que foram os meus pais, e eles são hilários.

Ingra: Acho que a Tati (de Lamare, diretora) buscou e trouxe essa verdade para a gente nos bastidores. Eu achei muito fácil me apaixonar pela Mariana. A gente logo encontrou assuntos em comum, e cada um de nós sempre buscava se conectar um com o outro.

Gui: O clima que se estabeleceu no set foi muito bom, então era muito fácil criar essa ligação com as pessoas.

João: A gente criou um ambiente livre, sem imposição de autoridade, e isso trouxe naturalmente a todos um comprometimento no sentido mais gostoso. Embora a gente trabalhasse horas e horas a fio, sempre tinha um frescor presente. Tem uma postura de apaixonados pela obra que torna esse trabalho apaixonante.

PERRENGUE MTV Vinícius Redd, Mariana Molina e Guilherme Dellorto nos bastidores de Perrengue.

Vinícius Redd, Mariana Molina e Guilherme Dellorto nos bastidores de Perrengue. (MTV/Divulgação)

CH: Qual a memória favorita que vocês têm das gravações?

Vini: Acho que a gente estar o tempo todo junto foi ótimo. Não só em cena, como fora também. Teve um dia que a gente foi na casa da Mari, logo no começo, e acabou se conhecendo melhor e acho que isso se imprime na hora que a gente tá fazendo o trabalho. Os personagens são amigos lá e a gente é amigo aqui.

Mariana: E a gente pensava muito como coletivo mesmo. Todo mundo queria se ajudar. E aí é uma intimidade sem tamanho né. A gente começou a criar uma intimidade de um estar fazendo xixi, daí o outro entrar e falar “dá licença, não dá tempo, vira pra lá.”

CH: Tem alguma cena que vocês querem assistir ou querem muito que o público assista?

Gui: Acho que todas. (risos) A gente ainda não viu nada. Então eu quero ver tudo.

 

Mariana: Eu não sei se eu saberia dizer uma cena. Por mais que seja uma só eu subindo a escada, sabe, foi feito com tanto cuidado.

Gui: E, assistindo, a gente lembra do dia que gravou e pensa: “nossa, esse dia foi muito legal”. Então, no mínimo, tem umas 10 cenas assim que eu falo: “cara, são muito minhas, eu quero muito ver essa minha cena.”

Mariana: E eu tenho certeza que as pessoas assistindo vão ficar chocadas em muitos momentos, que não falaremos claro. (risos). Mas tem muita muita coisa incrível.

João: Talvez choque num primeiro momento, mas depois rola uma identificação, porque é bem real, é pra você se ver lá.

PERRENGUE MTV Vinícius Redd, Guilherme Dellorto e Mariana Molina

Vinícius Redd, Guilherme Dellorto e Mariana Molina (MTV/Divulgação)

CH: Vocês se identificaram com alguma coisa que os personagens passaram na série ou vocês tiveram algum momento de perrengue na transição de vocês na vida real?

Mariana: Eu me identifico com muita coisa da série toda, de eu sair de casa cedo pra ir trabalhar com arte, toda a instabilidade nisso, de morar com amigos várias vezes. E aí eu me enfiei em vários perrengues que a Pérola se enfiou e, lendo o roteiro, eu ficava : “não vai por esse caminho, que eu já passei por aí e não dá certo”. (risos).

CH: E como é a relação dos 3 na série? Rola algum romance?

Mariana: Não sei se é muito spoiler, não sei o que dizer…

Gui: A relação dos 3 é uma relação de amizade, independente do que acontece. Nós não somos um triângulo, porque eles são amigos de infância que crescem e tão enfrentando agora a vida adulta e continuam se apoiando.

Perrengue estreia nesta segunda-feira (21/08) às 22h na MTV Brasil.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s