Dylan Minnette sobre 13 Reasons Why: “Algo que realmente importa”

Série original Netflix estreia na próxima sexta-feira (31/3)

Uma das séries mais esperadas do ano estreia na próxima sexta-feira (31/3) na Netflix: 13 Reasons Why, adaptação do livro de mesmo nome escrito por Jay Asher, e que conta com produção executiva de Selena Gomez.

A CAPRICHO já assistiu a todos os episódios da série original Netflix e, na CH WEEK desta semana, trazemos uma entrevista exclusiva com um dos protagonistas de 13 Reasons Why, Dylan Minnette, que interpreta o Clay, em um dos papéis mais desafiadores do ator de 20 anos.

 (CAPRICHO/Divulgação)

A série narra a saga de Clay, que recebe um pacote com sete fitas cassete gravadas por Hannah (Katherine Langford), que explica as razões pelas quais se matou, citando o nome das pessoas que ajudaram a piorar sua vida na escola. Hannah é uma garota nova na cidade e o crush de Clay, que, por ser muito tímido, nunca teve coragem suficiente para se declarar, o que o deixa ainda mais determinado em proteger a imagem dela.

Dylan recebeu a CH em Miami, nos Estados Unidos, e deu detalhes sobre o Clay da série, que é bem mais intenso que o personagem da obra de Jay Asher.

CH: Como você descreveria o Clay?

Dylan Minnette: Eu meio que tive de interpretar dois personagens diferentes. É a mesma pessoa, mas tem a linha da história que se passa nos flashbacks, em que ele convive com a Hannah. E tem o Clay depois que ele pega as fitas, no presente. As duas linhas de tempo têm similaridades, mas de formas diferentes. Nos flashbacks, o Clay vai se apaixonando devagarinho pela Hannah. Você vê a amizade deles, consegue ver a forma como Hannah consegue tirar Clay de dentro de sua concha, como ele vai se abrindo. E tem o presente, quando o Clay recebe as fitas. Ele meio que vira uma voz para a Hannah, em um momento em que ninguém mais seria. O que também foi muito bom de interpretar. Clay tem muitas camadas. Logo no segundo episódio já descobrimos que ele toma remédios para ansiedade, para controlar os ataques de pânico, e ao longo da temporada você o vê surtando publicamente.

CH: 13 Reasons Why traz uma série de mensagens importantes, aborda bullying, depressão, suicídio. Qual você considera a principal mensagem que a série passa? Especialmente para os adolescentes, que podem se identificar com seus próprios problemas pessoais ao assisti-la.

Dylan: Existem pessoas que, infelizmente, podem se ver na Hannah. Acho que a principal coisa que eu sinto e que a série faz muito bem é que existem vários caminhos para seguir. Sei que, na série, os alunos zoam os cartazes contra suicídio nas paredes da escola, dizendo que o suicídio não é a resposta, mas é verdade. Acho que a série fez um bom trabalho, porque no final do 13º episódio está sentado assistindo e, mesmo sabendo que a Hannah vai se matar, você fica desesperadamente querendo que a Hannah não acabe com a própria vida. Acho que isso é tão importante, eles mostram que existem tantas oportunidades para ela… Porque é isso que vai fazer as pessoas se darem conta de que isso não é o fim de tudo, que existem tantas coisas pra acontecer depois. No final, um dos personagens fala: “Tem que ficar melhor de alguma forma, e pra isso precisamos tratar melhor uns aos outros”. Acho que essa é a ideia principal, saber que tudo que falamos ou fazemos pode ter um impacto muito grande na outra pessoa, então precisamos ficar mais atentos a isso. Acho que vai levantar uma discussão de como podemos mudar a forma como tratamos as outras pessoas, para o melhor. Essa é a meta e espero que aconteça, sinto que vai acontecer. É muito bom fazer parte de algo que realmente importa.

CH: Selena Gomez é produtora executiva de 13 Reasons Why. Como foi trabalhar com ela? Ela chegou a ir ao set de filmagem nos últimos dias, certo?

Dylan: Bom, ela estava havia sete anos tentando colocar o projeto no ar, fazer alguma coisa com o roteiro desse livro. Quando começamos os trabalhos, ela estava ocupada com a turnê mundial, tinha muita coisa acontecendo na vida naquele momento. Aí ela apareceu e finalmente conseguimos ter contato com ela, e foi incrível. No primeiro segundo em que a conhecemos, deu a impressão de que ela esteve ali no set desde o começo, ela é uma pessoa que te deixa muito confortável de ter por perto, de conversar. Muito apaixonada pelo projeto, por todos nós, elogiando todo mundo. Deu a impressão de que ela estava tão envolvida quanto a gente desde o primeiro dia.

 (CAPRICHO/Divulgação)

A entrevista completa você lê na CH Week, que também traz: os segredos de beleza de cada uma das meninas do Fifth Hamorny e os looks mais legais do Lollapalooza 2017, pra você copiar e já ir se preparando para o o Rock in Rio. No New Star, ainda apresentamos a cantora Jorja Smith, de 19 anos, que gravou um feat incrível com Drake!

 (CAPRICHO/Divulgação)

Para baixar a CH WEEK, é bem fácil: é só entrar na App Store (iOS) ou na Google Play (Android) e procurar por Capricho Week. Aí é só baixar e escolher a edição que você quer ler. Se preferir, assine e leia tudo com um superdesconto! Corre lá e depois conte pra gente o que achou!

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s