Como foi voar com o Luan Santana e ver um show nas alturas

A repórter Isa Otto fez check-in no voo Luan Santana e conta o que você ainda não viu (nem vai ver) por aí sobre a experiência.

O despertador tocou às 4h do dia 1º de dezembro. Eu perdi alguns minutos reclamando da vida, mas logo lembrei o motivo de ter madrugado. É engraçado como levantar cedo para fazer uma prova ou ir ao médico é uma chateação, mas cair da cama para viajar é encorajador! (risos) Me arrumei em pouco mais de 20 minutos, entrei no táxi e segui rumo ao Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Meu destino? O Aeroporto de Confins, em Belo Horizonte.

Por que eu saí de um aeroporto e fui para outro? Tudo começou na última quinta-feira, dia 28, quando recebi um convite muito especial: o de voar com o Luan Santana. Eu não sou muito fã de aviões, apesar de achá-los colossais. Mas meu medo sempre me deixa ter insônia um dia antes do voo, me faz ficar com as pernas bambas e as mãos molhadas de suor. Não é nem de longe a experiência mais agradável do mundo para mim. Mas, até hoje, eu nunca tinha viajado com o Luan Santana. E imagina só pegar um voo com um de meus ídolos? Definitivamente, eu não podia perder essa!

 (Felipe Panfili/Divulgação)

O que eu não esperava era ter que voar vááárias vezes em um mesmo dia. O destino principal era o Rio de Janeiro, onde assistiríamos antes de tudo mundo ao clipe da música Check-In, cujo lançamento está marcado para o próximo dia 8. Mas antes eu tive que ir para Confins, pois as fãs mineiras venceram a promoção que estava sendo idealizada pela equipe do cantor. O prêmio? Também embarcar no avião do gurizinho.

A ideia de fretar uma aeronave e fazer uma festa no céu veio do próprio Luan e de sua equipe. Afinal, seria uma maneira bastante original divulgar o vídeo de Check-In fazendo um check-in. Mas a galera não estava muito esperançosa, não! Parecia uma ação muito ousada. “Procuramos a Gol, eles disseram que também eram loucos e toparam na hora”, revelou o cantor.

 (Felipe Panfili/Divulgação)

Cheguei em BH por volta das 9h e esperei até às 12h, quando o embarque para o “voo Luan Santana” começou. Primeiro foram os pilotos e comissários, todos muito atenciosos, empolgados e preocupados com a segurança do avião. Depois, foi a vez da imprensa, dos convidados, dos fãs e da equipe do músico. Por volta das 12h50, o embarque foi finalizado e lá estava Luan Santana, bem na nossa frente, vestido de comissário de bordo, com crachá da empresa e tudo! Às 13h, levantamos voo.

Normalmente, um voo de “Beagá” para o “Errejota” não dura mais de uma hora. O nosso, entretanto, demorou aproximadamente 2h30! Quando já estava no ar, descobri que iríamos para Porto Seguro e só depois seguiríamos para o Rio. A ideia era que o avião taxiasse bastante para que o Luan conseguisse fazer todo o atendimento de bordo para os fãs (ele serviu lanchinho e tudo!) e um show particular nas alturas. De início, pensei comigo mesma: “onde fui amarrar meu burro? Pra que ficar tanto tempo assim voando?”. A resposta estava bem na minha frente.

Quando o Luan Santana se sentou a uma poltrona de distância de mim e depois começou a cantar, eu esqueci turbulência e esqueci que estava a não sei quantos mil pés de altura taxiando por esse Brasil. Eu sempre imaginei que fosse uma experiência realmente incrível pegar o mesmo voo que seu ídolo, mas nunca pensei que a minha primeira vez seria tão mágica! Nas alturas, Luan cantou Acordando o Prédio, Sinais, Dia, Lugar e Hora, Eu, Você, o Mar e Ela, e Acertou a Mão. Mas alguns outros detalhes chamaram bem mais a atenção:

1. Logo nos primeiros minutos de voo, Luan foi discretamente ao banheiro dianteiro. Na minha cabeça de fã, ele estava tenso porque, assim como eu, tem medo de avião. Na minha cabeça de jornalista, ele foi apenas checar a aparência para fazer a ação.

2. Quando Luan levantou para cantar, a parte da frente do avião ficou um caos! Era fotógrafo subindo em cima de fotógrafo, repórteres querendo gravar… A comissária então pediu para que todos se sentassem, para que o avião não desestabilizasse e para que as fãs, que estavam na parte traseira na aeronave, conseguissem enxergar. Uma repórter, contudo, continuou em pé, alegando que precisava fazer mais imagens. Luan se recusou a cantar até que ela se sentasse e suas fãs enxergassem tudo direitinho.

3. Só eu cantava na parte da frente. Em alguns momentos, até pensei: “nossa, será que por estar aqui fazendo a cobertura do evento eu não posso cantar?”. Mas quando percebi que as fãs estavam lá atrás e que o Luan estava se sentindo meio solitário sem ninguém cantando por perto, soltei a voz. Ganhei uma piscadela dele de presente! Valeu a pena.

 (Felipe Panfili/Divulgação)

Desembarcamos no Rio de Janeiro por volta das 16h e fomos para o Shopping Village Mall, na Barra da Tijuca, onde assistimos ao clipe naquelas salas de luxo em que a poltrona reclina e tem até bandeja para você comer a pipoca. O vídeo de Check-In foi filmado em Bogotá, no maior estúdio da Colômbia. Gil Green, o diretor, criou um roteiro lúdico e toda a narrativa se passa dentro da cabeça do Luan, que interpreta um cara louco… de amor. “É uma música sexy, tem muito a ver comigo e com algumas canções que gravei ao longo desses dez anos”, contou o músico antes da exibição do clipe. A música é uma parceria de Luan Santana com Douglas Cesar, compositor de Acordando o Prédio. Ou seja, esperem altos trocadilhos sacaninhas na letra, muitas cenas ~calientes~ no vídeo e um pezinho no reggaeton.

Peguei meu último voo, o terceiro do dia, no Aeroporto Santos Dumont, às 21h10. Depois de algumas turbulências (e de eu ter murmurado mentalmente a nova música do Luan o caminho todo), cheguei a minha casa às 23h50. Mais algumas poucas horinhas e eu completaria 24h acordada! Eu estava cansada e plena por estar em terra firme depois de enfrentar tantos aviões. Mas eu estava, principalmente, feliz! Feliz por ter tido a chance de cobrir uma pauta do tipo e entrevistado mais uma vez esse artista tão profissional. Feliz pela Isa de 15 anos, que não acreditaria que, no futuro, estaria no mesmo avião que o gurizinho que ela tanto amava. Feliz por ver um ídolo que, a todo momento, se preocupa com as fãs e faz o que pode para trazê-los mais perto dele. É “luanjo” que fala, né?

O Luan e eu. Acho que essa é a 500ª vez que o entrevisto, Hahaha

O Luan e eu. Acho que essa é a 500ª vez que o entrevisto, Hahaha (Reprodução/Reprodução)

O novo clipe de Luan Santana estreia no dia 8 de dezembro e, apesar de já ter feitos alguns shows internacionais, o músico contou para a CAPRICHO em quais outros países gostaria de fazer check-in com a sua turnê: “Argentina, México e Alemanha. Da última vez em que fui para Londres, meu pai perdeu o voo e eu não. Então, eu consegui voltar para o Brasil e ele acabou indo para a Alemanha. Ele tirou umas fotos e eu fiquei morrendo de vontade de ir pra lá”, explica. Pra gente, é questão de tempo até o cantor, finalmente e merecidamente, se lançar fora do Brasil de vez.

 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Isis Rodrigues Peramos

    Foi sem dúvidas o melhor vôo da minha vida, literalmente eu estava nas nuvens viajando com meu amor Luan, sendo servida por ele e claro nessa hora aproveitei pra pegar em sua mão rs’ assim como você diz tudo valeu a pena eu que sai as 2h20 de Limeira com Thermas Water Park junto com mais 8 ganhadoras. Foi um dia mágico e cheio de surpresas e pra mim de realização de um grande sonho.E que clipe hein?Ainda assistir com ele na mesma sala, foi muita emoção….tudo valeu a pena! Foi um sonho, aliás nelhor que isso porque foi real. Cheguei em casa por volta da 1 hora, e confesso que foi difícil dormir por a felicidade não cabia em mim!
    PS- Me lembro de você no vôo rsrs’ bjusss

    Curtir