Casa Branca responde críticas que Taylor Swift fez ao governo no VMA 2019

A cantora fez um discurso cheio de críticas ao governo americano durante seu discurso no VMA 2019

Por Mel Trench - Atualizado em 28 ago 2019, 14h12 - Publicado em 28 ago 2019, 14h11

Poderosa! Taylor Swift levou o prêmio de Vídeo do Ano do VMA 2019 por You Need To Calm Down e aproveitou o momento para fazer um discurso cheio de críticas ao governo americano. Isso porque o clipe da faixa apresenta diversas pessoas importantes da comunidade LGBTQ+ e ao final traz o link para que a Equality Act (Lei de Igualdade) seja aprovada nos Estados Unidos.

A lei, que garante que atos de discriminação contra as pessoas da comunidade sejam considerados ilegais, ainda precisa ser aprovada pelo Senado. Em seu discurso, Tay deixou bem claro que o governo está demorando muito para tomar essa decisão! Por conta disso, ela recebeu uma resposta da Casa Branca nesta terça-feira (27/08).

Nós merecemos direitos iguais sob a lei. Quero agradecer a todos que assinaram a petição porque tem meio milhão de assinaturas, o que representa cinco vezes a quantia necessária para garantir uma resposta da Casa Branca”, disse Taylor e logo depois fingiu olhar para um relógio em seu punho, mostrando que a resposta do governo está demorando. Arrasou! Entretanto, de acordo com a People, essa lista de assinaturas fazia parte de uma política do presidente Barack Obama – e Donald Trump não continuou com essa ação.

Judd Deere, secretária de imprensa da Casa Branca, rebateu as críticas da cantora por uma nota: “A Administração Trump se opõe absolutamente à discriminação de qualquer tipo e apoia o tratamento igualitário para todos; no entanto, o projeto de lei aprovado pela Câmara em sua forma atual está cheia de pílulas de veneno que ameaçam minar os direitos parentais e da consciência“. Eita! Será que a lei não será aprovada?

Continua após a publicidade

Veja o vídeo completo do discurso de Taylor:

Publicidade