Anajú Dorigon: “É legal abraçar a sua história, seus erros e acertos”

A atriz falou sobre seu papel em Orgulho e Paixão e o que a motiva a ser mais girlpower

Anajú Dorigon, no ar dando vida a Cecília, em Orgulho e Paixão, é o tipo de pessoa com quem não dá vontade de parar de conversar. A CAPRICHO WEEK a encontrou numa lanchonete na Barra da Tijuca – local onde mora a atriz –, no Rio de Janeiro, para falar sobre carreira, vida pessoal e segredinhos de beleza. Na conversa, ela até abriu o jogo sobre a hipoglicemia reativa, doença com a qual foi diagnosticada no ano passado.

ch-week-ana-ju-dorigon Anajú Dorigon é o destaque da nova edição da CH WEEK

Anajú Dorigon é o destaque da nova edição da CH WEEK (Fabio Pereira/CAPRICHO)

CH: Apesar de Orgulho e Paixão ser uma trama de outra época, a novela reforça bastante a força da mulher na sociedade. Fora da TV, onde está seu lado girlpower?

ANAJÚ: Na autoaceitação. No discurso de entender, de se aceitar e perceber que perfeição cansa e não existe. É legal abraçar a sua história, seus erros e acertos. Não existe escolha certa ou errada, e sim aquela que cabe para você naquele momento, que faz sentido naquela hora na sua vida. É aí que vem o poder de escolha: eu faço ou não faço?

CH: Em 2016 você apareceu muito magra, causou impacto e recebeu várias críticas nas redes sociais. Isso a chateou?

ANAJÚ: Entendo o que aconteceu. As pessoas estavam acostumadas a me ver de uma forma e, de repente, surgi com 10 quilos a menos por causa do tratamento que estava fazendo. Os fãs se assustaram, é normal, ainda mais porque eu não tinha falado que estava sofrendo de hipoglicemia reativa [um distúrbio provocado pela baixa concentração de glicose no sangue, que pode afetar pessoas portadoras ou não de diabetes]. Na época, eu fiquei um pouco chateada porque é um assunto delicado. Acho que deveríamos falar mais sobre esse distúrbio, que pode até causar depressão e síndrome do pânico, e é algo que acontece com muitos adolescentes, que enfrentam isso sozinhos. Carecemos de mais informações sobre o assunto. Às vezes, você acha que está tudo bem e não está. Mas o meu problema já passou e estou bem.

Ficou curiosa para saber mais sobre a nossa conversa com a atriz? Então baixe a nova edição da CAPRICHO WEEK. E tem muito mais além disso! Na matéria de moda, mostramos cinco tipos de bota que estão bombando no inverno. Já na de beleza, inspirações para quem quer se jogar no delineador branco. Tá a fim?

week-site-interna1

 (Divulgação/CAPRICHO)

No Colírio, tudo sobre Benjamin Pavard, o craque da França que conquistou nosso coração. Será que conquista a Copa também? Quer mais? A banda Melim conta curiosidades num vídeo exclusivo.

week-site-interna2

 (Divulgação/CAPRICHO)

Curtiu? Para baixar a CH WEEK é bem fácil: é só entrar na App Store (iOS) ou na Google Play (Android) e procurar por Capricho Week. Aí, é só baixar e escolher a edição que você quer ler. Se preferir, assine e leia tudo com um superdesconto! Corre lá e depois conta pra gente o que achou.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s