“Queria uma música para empoderar”, diz Carol Roberto sobre Meu Cabelo

A cantora recebeu uma série de comentários preconceituosos por conta de seu cabelo

Por Da Redação - Atualizado em 27 jul 2020, 21h13 - Publicado em 27 jul 2020, 15h44

Carol Roberto trouxe um clipe muito especial gravado durante o isolamento social. A cantora de 14 anos, que ficou conhecida por participar do The Voice Kids e dublar a personagem Nala no live-action de O Rei Leão ao lado de Iza, lançou o vídeo para o single Meu Cabelo. A música foi composta pela própria artista após sofrer preconceito por ter o cabelo crespo.

O clipe ainda conta com a participação especial de fãs, que enviaram gravações da coreografia oficial, e o resultado ficou lindo! A CH conversou com Carol sobre a importância da faixa, que traz muita representatividade, e sobre projetos futuros da cantora. Vem ver!

CH: Meu Cabelo é uma música muito especial e cheia de representatividade, como foi o processo de composição?

Carol: Tudo surgiu quando eu comecei a receber vídeos enquanto acompanhava meninas que estavam chorando porque achavam que seu cabelo era feio, que sofriam bullying. E também quando eu escutava histórias das minhas amigas falando que já sofreram preconceito por causa disso. Tudo me levou a lembrar de várias situações que já aconteceram comigo, nas quais eu fui zoada por conta do meu cabelo crespo. Então, veio a ideia de que eu precisava escrever uma música que levasse uma mensagem pra todo mundo que já passou por isso. Queria uma música para empoderar as pessoas e que falasse para elas que não importa como seu cabelo é, você tem que se amar, se aceitar e ser feliz como quiser, sem seguir nenhum padrão da sociedade.

CH: O clipe foi gravado durante a quarentena com participações muito especiais de fãs. Como foi a seleção e a produção do vídeo?

Carol: Ahhh, foi demais e eu fiquei tão feliz! Em meio a tudo isso que estamos vivendo, não daria pra ir para rua gravar o clipe. Eu e minha produção tivemos a ideia de convidar a galera que me segue e curte meu trabalho pra participar. Soltamos a coreografia na internet e pedimos pra todo mundo mandar vídeos, cada um com seu estilo. Recebi tanto vídeo, um mais legal que o outro, e meus fãs são demais, muito dedicados. Minha equipe fez uma edição e eu amei o resultado. Acho que ficou com a nossa cara, bem alto astral e alegre.

CH: Como você lidou com os comentários negativos e preconceituosos sobre o seu cabelo?

Carol: No começo, confesso que fiquei muito triste e chateada, porque é difícil lidar com comentários preconceituosos. Isso nos machuca e foi cruel. Mas eu percebi que não posso me abalar e ficar triste por conta dessas pessoas, porque aprendi que quem aponta o dedo pra falar algo de você não tem amor no coração. Além disso, eu tenho muito apoio da minha família, que sempre me ensinou, dos meus amigos, seguidores… E quero dizer que estou junto dessas pessoas que também lutam por respeito, sempre. Contem comigo!

Continua após a publicidade

CH: Você criou uma música muito especial e importante dentro dessa situação. Qual conselho você dá para quem está sofrendo com a mesma coisa e para quem está começando na carreira musical?

Carol: Um conselho que eu dou pra quem está passando por essa situação é ter calma. Não se deixe levar por palavras maldosas que as pessoas falam. E, acima de tudo, saiba que vocês não estão sozinhos nessa luta contra o preconceito, racismo, homofobia, violência. Juntos somos mais fortes!

Sobre a carreira acho que a palavra é persistência. Não desista nunca, ame o que você faz, queira aprender sempre e seja feliz! É muito bom fazer o que a gente ama e com certeza você vai atingir seu objetivo.

CH: Representatividade é muito importante, especialmente dentro da música. Quem são suas inspirações?

Carol: Eu admiro muitos cantores nacionais e internacionais. Aqui no Brasil, tem a Iza, a Gloria Groove e muitos outros, mas elas são minhas rainhas (risos). E, lá fora, é o Michael Jackson e a Beyoncé! Além de artistas, são pessoas que me inspiram muito todos os dias.

CH: Você tem algum projeto futuro planejado?

Carol: Tem muita coisa nova vindo aí! Estreei esta semana como dubladora da nova série da Disney Júnior chamada Mira – A Detetive, como a voz da Mira. Em breve teremos mais músicas novas sempre com mensagens positivas e motivadoras. Vou fazer uma websérie chamada O Jogo e vou estrear no musical Heathers também! Enfim, tô com muito gás pra trabalhar (risos). Espero que vocês acompanhem lá pelo meu Instagram e pelo canal do YouTube.

Continua após a publicidade
Publicidade