Os 10 coadjuvantes mais gatos da saga “Harry Potter”

Sabemos que Harry Potter e o Ronald Weasley são os maiores fofos e gatos da saga "Harry Potter". Mas, como somos atentas, escolhemos outros atores que, apesar de não aparecem muito, são lindos e merecem ser vistos e revistos.

Por Da Redação Atualizado em 16 ago 2016, 18h03 - Publicado em 22 jul 2013, 18h55

1) Robert Pattinson (Cedrico Diggory)

Antes de ser o tudo-de-bom do Edward Cullen de “Crepúsculo”, o gato do Robert Pattison interpretou o Cedrico na saga do bruxinho. Cedrico foi o capitão da equipe de quadribol da Lufa-lufa. Bonito e bom-moço, apareceu mais na parte em que é sorteado para participar do torneio tribuxo. Lindo desde sempre, né?

2) Sirius Black Jovem (James Walters)

O personagem que, apesar de aparecer apenas em “Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban” é sempre citado na história, começa a saga sendo um grande vilão. Mas, com o passar do tempo, várias histórias sobre ele são descobertas e Harry percebe Sirius não é tão ruim assim. Na fase jovem, Sirius é interpretado pelo gato do James Walters, que ainda não fez muitos filmes, mas será figurinha fácil nos cinemas se depender de sua beleza.

3) Stanislav Ianevski (Viktor Krum)

Esse gato é um dos maiores jogadores de quadribol da história. Estudante do Instituto Durmstrang de Magia e Bruxaria, ele visita Hogwarts no ano do Torneio dos Três Feiticeiros e logo se interessa por Hermione, o que deixa Rony com muito ciúme. Também, com um gato desses, o Ron tem mesmo que ficar de olho aberto, né?

4) Tiago Potter (Robbie Jarvis)

Tiago é simplesmente o pai do nosso amado protagonista. Embora já comece a história morto, ele é sempre muito citado e, vez ou outra, acaba aparecendo nas lembranças de alguém. Na fase jovem, Tiago é interpretado pelo lindo do Robbie Jarvis. Ou seja, dá pra entender que a beleza do Harry é uma questão de genética.

 

5) Simas Finnigan (Devon Murray)

Simas é colega de dormitório de Harry desde o início da saga. Mestiço (apenas a mãe dele é bruxa), é um dos que acreditavam que Voldemort representava perigo e compôs a Armada de Dumbledore. Bonito e corajoso, só faltava ele dar bola pra gente.

6) Tom Ridley (Christian Coulson)

O grande vilão da história (que normalmente todo mundo conhece por Voldemort) é a grande ameaça para Harry e sua turma. No filme, quem o interpreta em sua fase jovem é o lindo do Christian Coulson, que até nos faz esquecer das maldades ao olhar pra tamanha lindeza.

Continua após a publicidade

7) Olívio Wood (Sean Biggerstaff)

Olívio é o responsável por ensinar a Harry Potter a jogar quadribol, o esporte tão amado na escola de bruxos. Ele aparece pouco nos filmes e, por ser tão lindinho, dá até vontade de fazer um manifesto para que ele tenha mais destaque, né?

8) Lúcio Malfoy (Tony Coburn)

Filho de peixe, peixinho é. O ditado vale para Lúcio Malfoy, que é tão maldoso quanto seu filho, o insuportável Draco. Em sua versão jovem, ele é interpretado por Tony Coburn, um gato que bem que podia ser mais bonzinho para merecer nossa atenção, né?

9) Caçador de Recompensas (Chase Armitage)

Ele só deve aparecer no último capítulo da história (“Harry Potter e as Relíquias da Morte”), mas com certeza já é um dos mais gatos de todos os filmes. Chase, que é praticante de parkour e curte artes marciais, será um caçador de recompensas aliado de Voldemort, o grande vilão. Mal podemos esperar pelo filme só para vê-lo, né?

10) Draco Malfoy (Tom Felton)

Apesar de ser um chato que vive querendo prejudicar o fofinho do Harry Potter, não dá pra negar que o Draco é bem gatinho. Ele aparece desde o primeiro capítulo e, por seus cabelos loiros e lindos olhos claros, dá até pra esquecer um pouquinho das maldades que ele planeja.

10 + 1) Para sempre nos nossos corações:

Harry e Ron

Eles não podiam faltar, né? Apesar desta lista ser para os coadjuvantes, não dá pra deixar de falar o quanto amamos essa dupla! Além de lindos, os dois são grandes amigos, daqueles que se pode contar para tudo. Por essas e outros, nossos corações batem mais forte pelos dois.

Continua após a publicidade
Publicidade