Mas já? drivers license, de Olivia Rodrigo, completa um ano de lançamento

Em um áudio exclusivo para a CH, a cantora ainda falou um pouco sobre brutal, a faixa de abertura do SOUR

Por Bruna Parrado Atualizado em 8 jan 2022, 12h35 - Publicado em 8 jan 2022, 10h01

Dá para acreditar que já faz um ano que escutamos drivers license pela primeira vez? O primeiro single de Olivia Rodrigo está fazendo aniversário e o nosso único desejo é que ela continue lançando hits como esse! A faixa rapidamente se tornou um sucesso, garantindo recordes e muitas conquistas para a cantora.

Após seu lançamento, a canção se tornou tão popular que virou até mesmo tema para um dos quadros do programa de comédia americano Saturday Night Live, com a presença especial de Regé-Jean Page. Na ocasião, o ator brincou com as teorias envolvendo os supostos personagens da música. “É sobre uma garota que tirou a carteira de motorista, mas tem um lado agridoce porque é algo que ela sempre costumava conversar sobre com seu ex-namorado.”

Com um clipe lindo, gravado em cenários lindos da Califórnia, que já ultrapassa a marca de 330 milhões de visualizações no Youtube, a faixa também chama atenção por sua ponte – aquela parte que contrasta do restante da música – pelos diferenciais sonoros das funções de um carro e os vocais maravilhosos de Olivia. Vamos relembrar? Assista:

Continua após a publicidade

Todo o sucesso de drivers license rendeu as primeiras indicações de Olivia ao Grammy Awards! Na próxima edição da premiação, veremos a atriz disputando as categorias de Gravação do Ano, Música do Ano, Melhor Performance Solo Pop com o single, além de também concorrer em Melhor Artista Revelação, Álbum do Ano, Melhor Álbum Vocal Pop com o SOUR.

Lançado em maio, o trabalho mostrou ao público que ela veio para ficar e todas as suas faixas dominaram as paradas musicais. Em um áudio exclusivo para a CH, Olivia falou um pouco sobre a música de abertura do disco: “brutal é uma das minhas faixas favoritas no álbum. Eu acho que é meio que inesperada, especialmente por ser a primeira canção. Meu produtor, Dan Nigro, e eu a escrevemos duas semanas antes de termos que entregar o álbum, então foi algo de última hora e eu estou muito feliz que tenha feito parte.”

Maravilhosa!

Continua após a publicidade

Publicidade