Luísa Sonza ensinou direitinho Whindersson Nunes a não ser machista

O youtuber conversou bastante com seus seguidores no Twitter

Por Da Redação 7 Maio 2018, 12h18

Whindersson Nunes usou o Twitter na noite desse domingo (06/05) para conversar com os seguidores e expor sua opinião sobre vários assuntos. Tudo começou após ele comentar uma publicação que criticava Flavia Pavanelli. Uma intenauta ironizou a postagem da influencer sobre seu corpo e Whindersson respondeu: “Até tentam se unir mas não perdem a oportunidade de criticar umas às outras.”

O comentário relacionado ao feminismo gerou muitas críticas dos internautas, já que ele é homem, e o youtuber resolveu responder. “Galera se descontrola muito rápido. Eu acho que a geração do meu filho ou filha vai viver num mundo mais tranquilo. Eu era um cara da igreja, também era preconceituoso, hoje eu ainda amo Deus e a igreja e destruí meus preconceitos, me sinto melhor.”

Whindersson também contou que aprendeu muito sobre isso com a esposa, Luísa Sonza. “Eu não sou feminista (nem posso), mas aprendi algumas coisas com o feminismo. Ex: eu não entendia porque minha mulher ficava tão p#@* de raiva quando ela pedia a conta no restaurante e o garçom sempre entregava pra mim. Depois eu pensei “mas é verdade, se ela pede porque entregam a mim?”. E CONVERSANDO com ela eu entendi por que ela ficava mal com a situação. CONVERSANDO com ela eu pude compreender uma coisa que pra mim era normal.”

No final, ele ainda reforçou por que não se classificava como feminista: “Segundo algumas pessoas “sem útero, sem opinião” e eu acho que não tenho um. E eu gosto das coisas que minha mulher me ensina, meu filhos vão crescer mais educados e entendendo sobre as coisas.”

Continua após a publicidade

Publicidade