Kim Kardashian e Kanye West optam por custódia física conjunta dos filhos

Empresária deu enfim entrada na papelada do divórcio; ela também exige ficar com a mansão do casal na Califórnia, nos EUA

Por Isabella Otto 20 fev 2021, 11h17
colecao capricho sestini mochila bolsas
CAPRICHO/Sestini/Divulgação

Em janeiro, após algumas especulações, saiu a notícia de que Kim Kardashian e Kanye West já estavam com o processo de divórcio encaminhado. Agora, de acordo com o TMZ, a empresária deu enfim entrada na papelada da separação que, segundo fontes, será amigável.

Kim Kardashian pede enfim o divórcio de Kanye West; separação será amigável
Pascal Le Segretain/Getty Images

Kim pede a custódia legal e física conjunta dos quatro filhos do casal (North West, Chicago West, Psalm West, Saint West), da qual o rapper está de acordo, conforme informa o site americano.

  •  

    A parte que parece estar mais delicada é a envolvendo propriedades, que “está longe de chegar a um acordo”, dizem fontes. Levando em conta contratos pré-nupciais, a fortuna de R$ 12 bilhões dos dois deve ser dividida. Segundo o veículo Page Six, a única exigência da socialite é ficar com a mansão do casal em Hidden Hills, na Califórnia, pois foi onde os filhos nasceram e cresceram. A propriedade é avaliada em US$ 60 milhões, algo em torno de R$ 320 milhões. A Kardashian não faz questão de ficar com as outras três propriedades que o casal adquiriu, sendo dois ranchos em Wyoming e um apartamento de luxo em Miami.

    A famosa advogada de celebridades, Laura Wasser, é quem está cuidando do caso. O divórcio deve demorar um pouco para chegar ao fim porque, de acordo com ela, a mídia cobrindo amplamente o caso pode deixar as coisas mais devagar.

    Continua após a publicidade
    Publicidade