Emily Ratajkowski revela ter sofrido abuso sexual de fotógrafo famoso

Jonathan Leder rebateu as acusações dizendo que não podemos acreditar numa mulher que apareceu rebolando em um videoclipe. OI?????

Por Amábile Reis - Atualizado em 16 set 2020, 13h15 - Publicado em 16 set 2020, 11h37

Nesta terça-feira (15/9), Emily Ratajkowski revelou em um texto para a New York Magazine que foi abusada sexualmente por um fotógrafo famoso durante uma sessão de fotos em 2012, quando tinha 21 anos. “A maior parte do que aconteceu é um borrão, exceto o sentimento que tive”, descreveu.

A modelo foi convidada a fazer um editorial – que não seria pago – de Jonathan Leder. A fim de impressionar o profissional, Emily aceitou tomar umas taças de vinho e ficou “muito, muito bêbada”, como descreveu. O ensaio acabou sendo de fotos nuas e Jonathan fez comentários sexualizados ao ver as imagens: “Essa está boa por causa dos seus mamilos”, “Eu amo como eles são gigantes”, e assim por diante.

View this post on Instagram

I’ve been working on a collection of essays for the past year and couldn’t be more thrilled that @nymag has published “Buying Myself Back”. This is an extremely personal piece about image, power and consent. Thank you to the entire New York magazine team for this opportunity and all of their support. Link in my bio.

A post shared by Emily Ratajkowski (@emrata) on

Continua após a publicidade

O abuso aconteceu em seguida, enquanto Leder mostrava as fotografias para Ratajkowski. O ataque aconteceu sem o consentimento dela. “Eu lembro dos dedos dele de repente estando dentro de mim. Mais e mais duros e sendo enfiados na região de um jeito que parecia que ninguém tinha me tocado antes e nem me tocou igual depois do ocorrido. Eu sentia todo o formato da área e da minha crista. Estavam machucando muito mesmo”, revelou.

Emily conseguiu empurrar as mãos do fotógrafo e se refugiar para um quarto na casa dele. No dia seguinte, ela disse que o rapaz agiu como se nada tivesse acontecido.

Após a publicação do texto, que viralizou, um representante de Jonathan Leder rebateu as acusações para o Page Six. “Nós estamos perturbados após ler as declarações (falsas) da Sra. Ratajkowski para a NY Mag na sua busca incansável pela publicidade e mídia. É claro que o Sr. Leder nega completamente essas alegações absurdas de ter abusado dela. É grotesco e triste que ela seja tão vingativa em mentir de uma maneira rotineira para a imprensa assim”.

Leder deu uma declaração bem problemática sobre o assunto a publicação que postou os textos de Emily: “Você sabe de quem estamos falando, certo? Essa é a garota que saiu pelada na revista Treats! e apareceu rebolando nua no clipe de Rob Thicke ao mesmo tempo. Você realmente quer acreditar que ela é uma vítima?”. O que dizer de uma fala dessas, né, gente?

*Caso você passe por uma situação de violência ou testemunhe uma, saiba que o canal 180 é a Central De Atendimento à Mulher. Ele tem como objetivo receber denúncias e orientar as mulheres sobre os seus direitos e sobre a legislação vigente.

Continua após a publicidade
Publicidade