“Continuo confiante sobre mim mesma”, diz Leah Sava Jeffries sobre racismo

Atriz, que será nova intérprete de Annabeth nas telinhas, sofreu ataques nas redes sociais.

Por Bruna Parrado 10 Maio 2022, 17h34

Desde que o elenco da série baseada em Percy Jackson foi anunciado, os novos intérpretes de Percy, Grover e – principalmente – Annabeth, chamaram a atenção do público. Parte dos fãs da série começou a questionar a escolha da atriz Leah Sava Jeffries, 12, para o papel. Segundo os críticos, Jeffries, que é negra, não corresponderia às expectativas físicas da personagem original da obra. E, então, uma onda de ódio surgiu nas redes sociais.

“Acho que todo mundo que não quer que eu seja a Annabeth literalmente derrubou a minha conta”, afirmou a atriz em uma live em seu Instagram nesta segunda-feira (9), Leah comentou com seus seguidores que sua conta no TikTok havia sido banida por conta de denúncias.

Ela também aproveitou para mandar um recado aos haters. “A todos que estão me odiando: parem de fazer isso. Sei que pensam que estão me machucando, mas não. Continuo confiante sobre mim mesma”. 

Outra pessoa que também não ficou calada diante os comentários racistas direcionados à Leah foi Rick Riordan, autor dos livros do Percy Jackson. “É uma pena que esses posts precisem ser escritos, mas eles precisam”, escreveu ele no início – explicando que o posicionamento é só de sua parte, não representando ninguém além.

Devemos concordar que intimidar e assediar uma criança online é indesculpavelmente errado. Por mais forte que Leah seja, por mais que tenhamos discutido o potencial para esse tipo de reação e a intensa pressão que esse papel trará, os comentários negativos que ela recebeu online estão fora de linha. Eles precisam parar. Agora“, disse Rick.

Segundo o autor, a política de não discriminação da Disney foi seguida à risca durante todo o longo processo de casting: “Levamos um ano para fazer esse processo minuciosamente e encontrar o melhor dos melhores. Esse trio é o melhor. Leah Jeffries é Annabeth Chase“. Para finalizar, Riordan afirmou que, mesmo com as negações, o que está acontecendo é racismo sim e ressaltou o quanto essa situação difere das principais mensagens de sua obra.

Continua após a publicidade

Publicidade