Conheça Honestamente: Sinceramente?, livro inspirado em fanfic de K-pop

Em entrevista, a autora Bruna Zielinski revela detalhes e curiosidades sobre a obra

Por Gustavo Balducci Atualizado em 28 Maio 2021, 18h43 - Publicado em 29 Maio 2021, 10h01
Ao centro, modelo usa cropped azul de manga comprida. Ela está com uma das mãos na cintura, sorrindo. De um lado, a frase
Marisa/Divulgação

Assim como acontece com o universo do cinema ou das sagas literárias, o K-pop também é fonte de inspiração para as fanfics. Essas histórias criadas por fãs — que se tornaram populares com a difusão da internet no final dos anos 1990 —, já transformaram jovens escritores em autores de sucesso. A franquia 50 Tons de Cinza, da autora E. L. James, por exemplo, era originalmente uma fanfic escrita com os personagens de Crepúsculo; já Os Instrumentos Mortais, de Cassandra Clare, surgiu da franquia Harry Potter.

Apaixonada pelo pop sul-coreano desde 2011, a brasileira Bruna Zielinski foi selecionada pela Editora Rocco para publicar uma obra original inspirada em uma de suas fics. “Acho que ainda não caí na real. Eu pensei que isso nunca fosse acontecer e ainda parece que vou acordar a qualquer momento. É uma alegria enorme e o processo todo me fez muito feliz”, revelou a autora à CH.

No livro Honestamente: Sinceramente?, ela narra a relação cheia de conflitos e afetos dos personagens Benjamin Park e Leonardo Guimarães, dois jovens que estudam na mesma sala da faculdade e possuem o mesmo grupo de amigos. Há sete meses, no entanto, uma briga destruiu a amizade dos dois, mas quando ambos percebem que não são capazes de ficar longe um do outro, decidem criar o Acordo Guimarães-Park, que coloca restrições nessa “inimizade-colorida”. O mais difícil desse tratado é não quebrar justamente a primeira regra: não se apaixonar. A dupla nasceu a partir dos integrantes Baekhyun e Chanyeol, do grupo EXO.

Ver essa foto no Instagram

Uma publicação compartilhada por Editora Rocco (@editorarocco)

O lançamento de Honestamente: Sinceramente? também contou com o apoio da autora Babi Dewet, que começou escrevendo fanfics e está há 11 anos no mercado literário: “A maior parte dos editores não tem ou nunca teve contato com fanfics, tornando mais difícil a descoberta de novos talentos desse meio. O mercado literário já é difícil para escritores independentes, imagina para quem está escondido nos sites de fanfics? E, também é complicado para que esses escritores tenham acesso à informações sobre publicação de forma clara e segura”, disse. “A Rocco foi a primeira que topou a ideia e confiou na minha indicação para publicar algo. A minha vontade agora é que outras editoras também entrem nessa e tenham interesse em buscar autores nas fanfics também”. Além de agente, Babi colaborou no processo de transformação do texto para o livro final: “A adaptação foi bem tranquila, já que a história da Bruna era dentro de um universo muito realista. Ela usou os nomes dos idols do EXO, mas toda a narrativa era original.”

No bate papo, Bruna Zielinski também contou outros detalhes sobre o livro. Confira:

CH: Quais elementos do K-pop e da cultura coreana você quis destacar na obra?

Bruna: Em outras histórias, já usei elementos como lugares, a hierarquia das idades e algumas comidas típicas, mas em Honestamente: Sinceramente? o enredo só daria certo se tivesse costumes e peculiaridades brasileiras, como barzinhos, baladas, faculdade etc. Por isso, preferi evitar usar referências demais e criar uma bagunça sem tamanho.

Continua após a publicidade

CH: E como foi o processo de adaptação da fanfic até o livro final? Foi difícil? Você gostou do resultado?

Bruna: Por ter feito tudo em um universo que era bem parecido com a realidade brasileira, não foi tão difícil. Mudei os nomes com a ajuda da minha agente, Babi Dewet, adaptei condições climáticas e consegui inserir algumas coisinhas da culinária brasileira que eu amo. Também realizei um sonho de escrever personagens comendo coxinha (risos). Foi uma experiência muito gostosa e eu adorei o resultado!

CH: No original, a história é protagonizada por Baekhyun e Chanyeol. Na hora de transformá-los em Ben e Leo, de onde veio a inspiração?

Bruna: Bom, mesmo que os personagens, nas fanfics, carreguem os nomes de idols de K-pop, basicamente só o nome e algumas características físicas se mantém, mas todo o resto é criado do zero, inclusive a aparência, cortes e cores de cabelo, tatuagens, piercings, estilo de roupas. Muitos personagens também variam no porte físico, se é gordo, se é magro, atlético ou sedentário, por exemplo. Os nomes servem mais como um norte para o leitor saber o que imaginar, mas os personagens do universo alternativo não precisam fazer qualquer alusão ou aproximação a pessoas e personagens reais. Sendo assim, mesmo na fanfic o Ben tinha um jeito de Ben que a pessoa em si que usei de inspiração visual, o Baekhyun do EXO, não tem. Já Leo também não tem nada a ver com a imagem que penso do Chanyeol. No caso dos dois personagens, também acabei usando de vários defeitos meus, combinados com algumas faixas do cantor Jão (principalmente Triste Pra Sempre) e algumas da banda Los Hermanos (De Onde Vem a Calma). Isso, misturado com uma tarefa que minha psicóloga tinha me passado e outra música sobre se oferecer de presente na festa de alguém, foi o suficiente pra fazer o livro nascer. Por isso, foi só mudar os nomes e adaptar com o cenário. E achei uma gracinha no final.

Capa de Honestamente: Sinceramente? com o título do livro escrito em uma folha de papel, acima da foto de um casal com fones de ouvidos e itens como mouse e post-it em volta
Capa de Honestamente: Sinceramente? Rocco/Divulgação

CH: O shipp é um dos elementos essenciais para uma boa fanfic. Você também conseguiu manter esses detalhes no livro? 

Bruna: Sim! Ainda há algumas referências espalhadas pelo livro, seja a altura exata deles, até alguns elementos na capa que façam lembrar ao grupo de K-pop que me inspirei, e também ao shipp mais aclamado e amado do K-pop (dentro do meu coração, pelo menos).

CH: O que você gostaria de dizer aos nossos leitores? Já possui planos para publicar outras histórias no futuro?

Bruna: Aos que pretendem ler a história: cuidado com os personagens nos primeiros capítulos. Talvez o que eles dizem não seja, assim, tão verdade quanto possa parecer. Mas vai com calma, na onda deles, que tudo se esclarece e se resolve mais tarde! E para quem já leu: eu só gostaria mesmo de agradecer e pedir desculpas caso tenha deixado alguém abalado (risos). Espero que o que eu quis dizer, com esses dois rapazes e esse romance, possa ajudar você em alguma coisinha, nem que seja só para distrair. E, por favor, me aguardem que ainda tenho vários planos para outros livros no futuro!

Você já pode adquirir o seu exemplar de Honestamente: Sinceramente? clicando aqui.

Continua após a publicidade
Publicidade