Com pedido de casamento, show de Coldplay leva cores e vários hits para São Paulo

Banda britânica lota estádio com 45 mil pessoas e prova que sabe fazer uma boa festa!

Por Chames Oliveira Atualizado em 24 ago 2016, 14h23 - Publicado em 8 abr 2016, 14h40

Nesta quinta-feira (07), o Coldplay apresentou em São Paulo o primeiro show da turnê A Head Full of Dreams no Brasil. Com produção mega colorida e playlist com aproximadamente duas horas de duração, os britânicos mostraram porque lotaram o estádio Allianz Parque com 45 mil pessoas. 

Ao chegar, o público recebia uma pulseira que mais tarde, durante a apresentação, pulsaria diferentes cores.  Às 21h30 em ponto, o palco escureceu e uma versão da ópera Mio Babbino Caro começou a tocar, deixando a galera para lá de ansiosa. Vídeos de fãs de diferentes cidades da América Latina passavam nos telões – eles madavam abraços para as pessoas de países vizinhos. O último vídeo mostrou fãs brasileiros que, finalmente, chamaram a banda para o palco! ~segura, coração~

O Coldplay então entrou em cena tocando A Head Full Of Dreams, e automaticamente todas as pulseiras ficaram vermelhas, causando um efeito incrível no estádio. Sem perder tempo, Chris Martin correu pela passarela, animando o público, quando aconteceu uma explosão de cores! Folhas de papel coloridas caíram na galera, já mostrando que a noite seria uma verdadeira festa! 

A banda seguiu com a clássica Yellow, surpreendendo a galera que foi à loucura. No fim da música, o cantor cumprimentou a audiência: “Boa noite pessoal, boa noite paulistas. Que alegria estar aqui. O vosso país é lindo”, em português mesmo! AWN <3 Depois vieram Every Teardrop Is A WaterFall, The Scientist (vários chororôs, sim ou claro?), Birds e Paradise, que apareceu em uma versão remixada, bem eletrônica, fazendo todo mundo sair do chão! 

//instagram.com/p/BD7KvghyO0q/embed/

Para tocar Everglow, toda a banda se locomoveu para a ponta da passarela, onde ficaram também para Ink e para o hit Magic. Chris continuou se arriscando no português: “Estamos muitos felizes de estar com vocês e esperamos que estejam tendo uma ótima noite”. Fofo! Eles voltaram ao palco principal e começaram Clocks, seguida por Charlie Brown, mantendo assim o ritmo de música animada + música lenta. Logo depois, chega a hora de Hymn For The Weekend, música em parceria com a Beyoncé, que trouxe outra chuva de papel colorido.

Continua após a publicidade

Eles seguiram com Fix You e emocionaram com um cover de Heroes, em homenagem à David Bowie. Até que chegou a hora mais desejada da noite: Viva La Vida, que fez o público delirar e ecoar o famoso “oh-oh-oh” por algum tempo após a música acabar.  A animação continuou com Adventure Of a Lifetime, que trouxe balões gigantes e coloridos para as pessoas brincarem. Parecia perfeitamente uma despedida – e essa sensação se manteve quando o palco ficou escuro por alguns minutos. 

//instagram.com/p/BD7IRvlSOxA/embed/

Mas a banda apareceu novamente e, dessa vez, em um pequeno palco no meio do estádio, ficando mais próxima da galera que estava ao fundo. Lá, eles tocaram Kaleidoscope e Speed of Sound, música pedida por um fã brasileiro em vídeo no Instagram, que foi reproduzido no telão.

De volta ao palco principal, eles tocaram Amazing Day e A Sky Full of Stars, a penúltima do show. A música trouxe fortes emoções, uma vez que quando chegou à metade, Chris pediu para a banda parar de tocar. Sem entender nada, o público viu então o vocalista chamar dois casais para subir ao palco. Já em cima, ele perguntou se alguém ali está pensando em casar (assim na lata mesmo!) e um casal afirma que sim! Chocando e animando o público, o homem fica de joelho e pede a namorada em casamento com aliança e tudo. O-M-G! 

Depois dessa cena que deixou todo mundo paralisado, a banda retomou a música do começo e finalizaram com Up & Up. Para terminar em grande estilo, fogos de artifícios explodiram no ar, oficializando o término do show, deixando todo mundo emocionado com aquela explosão de cores e alegria.

A banda ainda se apresentará no domingo (10) no Rio de Janeiro. Quem vai colar?

Continua após a publicidade
Publicidade