BTS fica sem troféu outra vez, mas entrega noite inesquecível no Grammy

Grupo de K-pop incorporou James Bond no palco e viralizou nas redes ao lado de Olivia Rodrigo; veja como foi

Por Gustavo Balducci 4 abr 2022, 16h30

Mesmo depois de alcançar 10 semanas em primeiro lugar na Billboard Hot 100 e de bater cinco recordes no Guinness, o single Butter, lançado em maio do ano passado pelo BTS, não conseguiu derreter o coração dos jurados do Grammy assim como fez com o resto do mundo. Indicados à premiação pela segunda vez na categoria de Melhor Performance em Duo/Grupo Pop, os maiores representantes do K-pop ficaram sem troféu outra vez, mas isso não impediu o grupo de entregar um show inesquecível para o público.

Prevista para janeiro, mas adiada devido ao aumento de casos de Covid-19 nos Estados Unidos, a 64ª edição do Grammy aconteceu ontem (04/04) em Las Vegas e reuniu grandes nomes da música. O septeto chegou impecável no tapete vermelho vestindo looks da Louis Vuitton, grife que nomeou os integrantes como embaixadores globais em 2021.

BTS na 64ª edição do GRAMMY Awards; os sete integrantes estão posando no tapete vermelho da premiação em uma fileira na horizontal
BTS na 64ª edição do GRAMMY Awards Amy Sussman/Getty Images

Sendo uma das atrações mais esperadas da noite, Jin, Jimin, RM, J-Hope, V, Suga e Jungkook apresentaram sua música cantada em inglês com muito estilo, incorporando a vibe de 007 e de outros filmes de espionagem, com direito a Jungkook (que conseguiu se recuperar da Covid a tempo do show) descendo do teto de maneira espetacular, RM com óculos escuros, Jin (que passou por uma cirurgia recente no dedo indicador esquerdo e precisou se conter no palco) na central de comando, e V, que foi um dos destaques da noite, flertando de brincadeira com a cantora Olivia Rodrigo na plateia — momento que parou a internet e rendeu milhares de comentários nas redes sociais.

Já próximo do final, a categoria de Melhor Performance foi anunciada pela cantora Avril Lavigne. Para a decepção dos fãs, o grupo perdeu, em uma disputa acirrada, vale lembrar, o troféu para a dupla Doja Cat e SZA, que venceu com a faixa Kiss Me More.

Continua após a publicidade

Depois do evento, o grupo fez uma live especial para comentar tudo sobre a sua participação. Em uma parte, RM disse que, de fato, eles não estavam muito felizes, mas que era bom ser honesto com os sentimentos e que ficariam melhores no dia seguinte. Já Suga reforçou que, independente do resultado, foi uma conquista incrível e que o grupo trabalhou duro para estar ali. Para completar, o perfil oficial do BTS também compartilhou fotos do Grammy no Twitter junto com a legenda “Nós sempre te amamos, ARMY”.

ARMY e o Grammy

O incômodo do fandom ARMY com o Grammy não é recente e vem se agravando ao longo das últimas edições, principalmente devido ao histórico de acusações de racismo e xenofobia contra a Academia, além da falta de inclusão e diversidade no corpo de jurados e de indicados.

Em 2020, a cerimônia mostrou que temia a potência do K-pop ao deixar o BTS de fora mesmo após seu sucesso estrondoso. Ainda assim, o grupo foi convidado para subir no palco ao lado do rapper Lil Nas X para cantar Old Town Road e dar um up na audiência. Já em 2021, eles foram finalmente indicados em uma categoria musical e tiveram a chance de performar o hit Dynamite na TV, mas saíram de mãos abanando do evento. A edição de 2021 também foi marcada pela polêmica envolvendo o cantor The Weeknd, que não foi indicado em nenhuma categoria por seu trabalho no aclamado disco After Hours.

Ganhando ou não o Grammy, o BTS continua escrevendo sua própria história no pop e sabe que pode contar com o apoio incondicional do fandom. Aproveitando a estadia em Las Vegas, agora os astros seguem para quatro shows (já esgotados durante a pré-venda) no Allegiant Stadium, um local com capacidade para 65 mil pessoas, nos dias 8, 9, 15 e 16 de abril.

E aí, o que você achou da participação do BTS no Grammy desse ano?

Continua após a publicidade

Publicidade