BBB20: Polícia Civil está investigando acusações de assédio contra Pyong

O hipnólogo protagonizou casos de abuso sexual na última festa do programa

Por Da Redação 11 fev 2020, 17h23

Os casos de assédio de Pyong Lee no BBB20 ganharam um novo capítulo. De acordo com o UOL, a Polícia Civil do Rio de Janeiro está investigando o hipnólogo pelas acusações de abusos sexuais que ele praticou dentro do reality show.

pyong-bbb20
A Polícia Civil está investigando o hipnólogo pelas acusações de abusos sexuais Reprodução/Globo

“De acordo com informações da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (DEAM) de Jacarepaguá, foi realizado um registro para apurar os fatos veiculados na mídia”, informou a assessoria da Polícia. O DEAM também é o orgão responsável pela investigação de Petrix Barbosa, também acusado de assédio no programa.

No último sábado (8), durante a festa Guerra e Paz, Pyong tentou beijar e agarram Marcela, deu um tapinha no quadril de Flayslane e ficou de mão-boba para cima de Ivy. As tags #ForaPyong e #PyongExpulso ficaram entre os trending topics do Twitter.

  • Na segunda-feira, a aeromoça Débora Welker acusou o youtuber de ter sido manipulador e de tê-la chantageado para que eles continuassem tento um caso mesmo depois que ele revelou a ela, depois que tinham ficado, que tinha namorada.

    Continua após a publicidade
    Publicidade