Xô, energia negativa! Veja como fazer uma potente limpeza energética

Um guia completo com as 8 principais maneiras de fazer uma limpeza interna e no ambiente com ervas, plantas, cristais, temperos e incensos

Por Gabriela Junqueira - Atualizado em 17 ago 2020, 12h02 - Publicado em 16 ago 2020, 10h05

Sabe quando aquela sensação de cansaço ou desânimo bate sem nenhuma explicação aparente? Talvez seja um sinal de que é hora de cuidar da sua energia física, mental e espiritual, e fazer uma limpeza energética pode ser uma boa saída! Plantas, incenso, cristais, sal grosso e banhos de ervas são algumas das opções conhecidas por terem a capacidade de nos livrar do famigerado mau olhado e trazer proteção, tanto para nós quanto o ambiente em que moramos. 

A jornalista e taróloga Priscila Ferraz, conhecida nas redes como @diariodabruxa, compartilha com seus mais de 80 mil seguidores um pouco sobre o mundo do tarot, da magia natural e da ancestralidade. Mirella Floren, oraculista e terapeuta de cura energética, também aborda assuntos do tipo em seu perfil, o @mirella_floren. Já a conhecedora de ervas e bruxarias Amanda Celli, dona da conta @temperodebruxa, traz sabor e encanto através da culinária mágica, como diz em sua descrição nas redes sociais. Essas três bruxinhas contam para a CAPRICHO seus rituais favoritos e também dão dicas de como se proteger de energias negativas!

1. Plantas

As plantas são uma ótima opção para afastar as energias negativas do ambiente, sem contar que é sempre bom estar perto da natureza, né? Amanda explica que muitas ervas que temos na cozinha de casa e plantas que cultivamos no jardim podem ajudar a nos proteger. “As ervas de proteção mais conhecidas e utilizadas são o alecrim, o manjericão, a pimenta, a sálvia e o eucalipto. Já as plantas mais usadas são a arruda, a comigo-ninguém-pode, a espada de São Jorge e a guiné, passando pelas mais modernas e contemporâneas, como o lírio da paz, a jiboia, a babosa e os cactos”, conta.

A especialista explica que essas ervas e plantas costumam atuar de duas maneiras. “Primeiro, elas eliminam energias negativas e densas que já estão presentes no ambiente ou na nossa aura. Em seguida, criam um escudo de proteção para que essas energias não retornem ao local ou tenham acesso aos nossos corpos”, diz.

É recomendado que plantas como a arruda, babosa e os cactos sejam colocadas próximas à entrada da casa ou de uma janela, porque assim estarão protegendo os principais portais energéticos do lar. Já a guiné, a comigo-ninguém-pode, a espada de São Jorge, o lírio da paz e a jiboia são uma ótima opção para usar em ambientes como a sala, escritório e quarto. Mas Amanda alerta: “Tome cuidado se tiver crianças pequenas e bichinhos de estimação, pois várias dessas plantas de proteção são tóxicas se ingeridas.”

2. Temperos

Além de serem usados para banhos, algumas ervas também podem fazer parte de receitas, afinal as ervas e temperos são alguns dos principais ingredientes utilizados na bruxaria. Toda pessoa que quer praticar magia acaba entrando nesse universo encantado de aromas e sabores, seja para fazer um feitiço, um chá ou uma receita mágica”, afirma Amanda. Para a bruxa, as ervas trazem conexão com a Deusa, permitindo que as energias da natureza sejam usadas na vida.

Quer exemplos? A erva-doce é recomendada para fortalecer a autoestima, atrair coragem e otimismo. Já a canela, que você provavelmente deve ter em casa, “chega com sua vitalidade e fogo trazendo dinamismo e segurança ao nosso coração”.

Amanda Celli, @temperodebruxa, compartilha como usar ervas e temperos em receitas mágicas em seu perfil no Instagram que reúne 53,7 mil seguidores Acervo pessoal/Reprodução

3. Cristais e pedras

O uso de pedras e cristais para filtrar energias não é novo e há registros dessa utilização desde a antiguidade. “Bons amuletos de proteção para serem usados no bolso da calça ou do short são pedras como a Ônix e a Turmalina Negra”, explica Priscila Ferraz. Isso porque a Ônix ajuda a trazer segurança e nos protege contra as energias negativas, enquanto a Turmalina Negra, que filtra energias de baixa vibração, é uma pedra sugadora de más vibrações e que cria um escudo protetor poderoso contra olhares negativos.

Após certo tempo ou se passar por situações mais pesadas, é preciso limpar e energizar os cristais de novo. Um dos processos mais simples consiste em deixá-los por alguns minutos na água corrente. Se a sua pedra ou cristal não puder ser molhada, uma opção é usar a selenita, que não precisa ser limpa. Para energizá-los, é possível usar a luz do Sol, da Lua, do fogo… Tudo depende da sua pedra. 

4. Sal grosso

O sal grosso é famoso por trazer proteção, eliminar e purificar energias pesadas de ambientes carregados, e não existe apenas uma maneira certa de usá-lo. Priscila conta que o ingrediente pode ser colocado em um prato perto da porta de entrada da casa, deixando-o lá por um dia e depois descartando-o no lixo, e para fazer escalda-pés.

 

Continua após a publicidade

Para o escalda-pés, coloque uma colher de sal e algumas de ervas de proteção numa bacia com água morna, e deixe os pés descansando por cerca de 20 minutos. “Não se esqueça de mentalizar tudo de ruim ou negativo que está sendo sugado”, reforça a especialista.

Além dessas opções, também é possível fazer um patuá ou amuleto de proteção. Ponha um pouco de sal grosso dentro de um saquinho de pano ou de uma garrafinha de vidro, leve-o consigo ou deixe purificando o ambiente. 

5. Incenso

Há registros do uso do produto em rituais e cerimônias desde o Egito Antigo. Assim como os cristais, cada fragrância de incenso deve ser usada de acordo com sua intenção. Há incensos conhecidos por ajudar a atrair dinheiro, amor, segurança, melhorar o sono e até a vibe da casa. “Incensos são sempre uma boa ideia, pois trazem o poder de transformação e banimento do elemento fogo, e o poder de se espalhar pelo ambiente do elemento ar”, diz Priscila.

À esquerda, Priscila faz limpeza com incenso, à direita aparece tomando um banho mágico Acervo pessoal/Reprodução

Mirella também é fã dos incensos naturais e relata que costuma separar maços de lavanda, sálvia, alecrim ou arruda para passar pela sua casa em movimentos espirais. Para Priscila, palo santo, arruda, cravo, sândalo, citronela, benjoim, cânfora, sálvia, guiné e rosa branca são as suas opções favoritas quando o assunto é purificar e proteger. A taróloga explica que é importante fazer tudo com “muita intenção e concentração, que são os principais ingredientes”.

Se não tiver nenhum incenso em casa e estiver pensando em comprar, opte pelos produzidos de maneira artesanal, com produtos 100% naturais, sem petróleo, feitos com óleos essenciais e plantas, que são melhores que os industrializados, que podem causar alergias e poluir o meio ambiente. Lembre-se de que você também pode fazer seu próprio incenso em casa, usando as próprias ervas naturais secas amarradas.

6. Banhos com ervas

Além de ajudarem a aliviar o estresse do dia a dia, os banhos com ervas também são aliados na hora de recarregar as energias. “Arruda, guiné, cravo, sálvia, alecrim e rosa branca são ótimas opções para banhos de limpeza e proteção”, afirma Priscila. Mirella, também adepta dos banhos, conta que costuma fazê-los duas vezes por mês, usando quase sempre as mesmas ervas, “dependendo da limpeza, uso umas mais intensas, tipo casca de alho”, conta. Se precisasse escolher seu ritual favorito, Amanda diz que seria o banho com cascas de alho e cebola. “O alho e a cebola são regidos pelo elemento fogo e pelo planeta Marte. São poderosos e acessíveis. Além disso, é uma maneira maravilhosa de reaproveitar as cascas de ambos”, explica.

Um dos banhos favoritos de Priscila Ferraz, quando deseja fazer uma limpeza mais profunda de emoções, é com a rosa branca e o cravo-da-Índia, ervas de renovação na magia. “A Rosa Branca traz purificação interna enquanto o cravo nos ajuda a limpar e renovar a vida como um todo, ajudando a gente a desapegar do passado”, diz. Apesar do banho poder ser tomado em qualquer dia, o recomendado é que ele seja feito na Lua Minguante. A taróloga ensina o passo a passo de como fazê-lo: “Coloque para ferver em uma panela 1 litro de água com 13 cravos. Após atingir a fervura, espere cerca de 5 minutos e desligue o fogo. Em seguida, coloque as pétalas de uma rosa branca [podem ser frescas ou secas] dentro da água fervida, tampe a panela para abafar e aguardo o banho esfriar. Para tomá-lo, você pode coar ou não; e também pode decidir se quer jogar o banho da cabeça para baixo ou apenas do pescoço para baixo [caso a pessoa não seja acostumada a fazer banhos mágicos, é sugerido que comece fazendo do pescoço para baixo]. Enquanto tomar o banho, é importante colocar intenção e mentalizar que essa água está levando tudo o que você não quer mais na sua vida. Ao final, você pode tomar o seu banho de costume e ir descansar.”

7. Aromaterapia

A bruxa Amanda explica que os óleos essenciais também podem ser usados para a proteção, mas orienta que é sempre bom procurar um aromaterapeuta antes. “Um óleo acessível e tranquilo de ser utilizado no ambiente para ativar o campo de proteção é o de citronela”, conta. Óleos como o de alecrim, eucalipto e lavanda, mais refrescantes, também ajudam a manter a leveza do local. Os óleos podem ser usados através de difusores ou até mesmo em colares aromáticos, um acessório com um pingente que vem com uma algodão dentro. 

8. Símbolos de proteção

“Símbolos são muito pessoais, até porque cada um vem de uma cultura ou foi adaptado. Eu, por exemplo, gosto de sigilos planetários, que são desenhos criados com base nas correspondências planetárias”, conta Mirella Floren. 

A oraculista Mirella Floren contou para a CAPRICHO que cultiva alguns hábitos, como acender velas para seus mentores Acervo pessoal/Reprodução

“Algo que eu pessoalmente acho muito poderoso é utilizarmos algum colar ou acessório que nos foi dado por nossa mãe ou avó como amuleto de proteção”, complementa Priscila, que usa uma medalha dourada em formato de coração dada pela avó há muitos anos. “Para mim, esse é o amuleto mais poderoso, porque foi dado com amor”, conclui.

Na dúvida do que usar? Separamos alguns dos símbolos mais famosos e seus significados:

  • Olho grego
    Um dos amuletos mais famosos, é conhecido por garantir proteção contra o mau olhado e a inveja. Segundo a superstição, caso o amuleto rache, isso significa que a pessoa foi protegida de algum sentimento negativo que lhe foi enviado.
  • Figa
    O símbolo, representado por uma mão fechada com o dedo polegar colocado entre o indicador e o do meio, é usado para espantar o mal e inveja, além e trazer proteção e sorte. Acredita-se que a Figa surgiu na região da Itália, em Roma ele era associado a fertilidade e o erotismo.
  • Mão de Fátima
    A Mão de Fátima, ou Hamsá, é um amuleto contra o mau olhado que traz força e proteção. Cada dedo representa um significado e a finalidade do amuleto muda caso eles estejam próximos ou distantes. No primeiro caso, o objeto traz boa sorte, no segundo, protege de energias negativas.
  • Trevo
    Quem nunca procurou um trevo de quatro folhas? Esse tipo de trevo é bastante raro, pois se trata do resultado de uma mutação genética e para cada 10.000 de 3 folhas, existe apenas 1 com quatro. Conhecido como um símbolo de sorte, o trevo também representa amor, fé e fortuna. Segundo uma antiga lenda celta relacionada ao trevo, quem o encontra veria fadas ou outros animais míticos e, assim, teria muita sorte – ou até poderia se proteger desses animais. Na natureza, o número também aparece na quantidade de estações do ano, fases da Lua e elementos.

Já segue a CH nas redes sociais?
INSTAGRAM | TIKTOK | TWITTER | FACEBOOK | YOUTUBE

Continua após a publicidade
Publicidade