Na adolescência, tudo é grande, tanto o amor quanto a dor

Ane Deschamps, da Galera CAPRICHO, desabafa sobre a fase em que está vivendo

Por Blog da Galera 20 jun 2022, 13h44
topo galera ane
Barbara Marcantonio/CAPRICHO

Oie! Aqui quem fala é a Ane e tem um assunto que vem me atormentando já faz um tempo e acho que não tem nada melhor que compartilhar ele com vocês.

Agora na adolescência, tenho percebido que tudo se torna ou um grande problema ou um grande alívio. Uma nota na escola, por exemplo, pode te trazer muita felicidade e muita insegurança ao mesmo tempo.

Adolescente com o punho na boca, demonstrando sinal de preocupação
The Edge of Seventeen/Reprodução

Além disso, a adolescência é uma fase em que nos comparamos com tudo, em que o mundo parece girar contra nosso caminho ou até mesmo nos dá o sentimento de perda.

Até onde percebi, todo adolescente em algum momento já sentiu uma espécie de luto. Em que você já não se sente criança, mas também não é adulto nem quer ter as responsabilidades de um. Para mim, tem sido um grande aprendizado! E acho que tentar levar isso com leveza tem me ajudado bastante…

Continua após a publicidade

E o que falar das “paixonites” adolescentes? Não nego, eu as adoro!  Nos levam para um mundo paralelo, completamente diferente de tudo que a infância te proporciona.

Tem uma música, chamada Saturday Sun, do Vance Joy (inclusive, recomendo super!), que, se algum dia eu precisar definir a sensação de se apaixonar por algo ou alguém na adolescência, com certeza citarei ela! Enquanto tudo está sem rumo, o romance e a fantasia te fazem viajar… E não necessariamente isso precisa acontecer na vida real! Livros, filmes e músicas podem nos levar para esse sentimento tão bom!

Em tempos de pandemia, o amor e a amizade se fizeram presentes nos meus relacionamentos – e falo com muita verdade que isso tem sido minha base.

E você, o que faz para escapar da realidade e das surpresas da adolescência?

Continua após a publicidade

Publicidade