Inscrições para vestibulares chegando? Veja 5 dicas para não errar na reta final

Parece que absolutamente nada vai dar certo. Mas calma: a gente garante que vai!

Por Marcela Bonafé Atualizado em 17 ago 2016, 16h53 - Publicado em 6 ago 2015, 16h30

Nessa época do ano, a preocupação com os vestibulares começa a aumentar. Afinal, as inscrições estão se aproximando e a cobrança, crescendo. Veja algumas dicas que podem te ajudar a passar por esse período de maneira mais tranquila, esteja você prestes a prestar vestibular ou pensando em se matricular em algum cursinho.

1. Leve em conta o seu histórico escolar e a grade de matérias da graduação

É muito comum que dúvidas e inseguranças com relação ao curso apareçam, mas o mais importante é manter a calma. Normalmente, durante o ensino médio, é possível perceber se você se dá melhor com humanas, exatas ou biológicas. Atente-se a isso, pois pode e deve ser um diferencial. Quando achar alguma opção que seja a sua cara, converse com pessoas que estejam cursando a graduação e profissionais formados na área. A opinião deles conta muito! Mas se mesmo assim você continuar na dúvida, pode fazer terapia vocacional. Durante algumas sessões, com a ajuda de um terapeuta, você vai descobrir seus valores e habilidades e receber orientação quanto às possibilidades relacionadas a eles. Existem alguns testes do tipo disponíveis na internet também.

2. Faça uma última pesquisa sobre as instituições

Escolhido o curso, é hora de pensar nas faculdades e/ou universidades. Aliás, você sabia que existem diferenças entre elas? Questões relacionadas ao corpo docente, número de cursos, especializações, pesquisa científica e tamanho do campus. Mas, para resumir, lembre-se de que universidades >>> faculdades em todos esses aspectos citados.

Antes de tudo, saiba quais são suas reais possiblidades e trabalhe dentro delas. Converse com seus pais quanto à chance de você estudar em outra cidade e/ou sobre a viabilidade de fazer uma faculdade paga. Depois de colocar as cartas na mesa e checar as suas opções, analise então os rankings universitários.

O Ministério da Educação avalia anualmente as instituições de ensino superior com notas de 1 a 5, que são divulgadas junto com os resultados do ENADE (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes). Através desses dados, é possível ter uma boa noção dos cursos oferecidos pelas instituições. Agendar uma visita em alguma delas também é interessante, pois você acaba tendo conhecimento da infraestrutura oferecida ao aluno. Como nem sempre os formatos dos vestibulares são iguais, é importante saber o conteúdo que será cobrado por cada instituição, inclusive as possíveis obras (livros e filmes) obrigatórias. Nesse aspecto, a visita monitorada também ajuda.

Continua após a publicidade

3. Foque nas disciplinas que você ainda tem dificuldade

Oriente-se pelos manuais do vestibulando e estude. Não tem o que fazer: para mandar bem no vestibular, essa é a saída! É interessante organizar uma rotina de estudos além da escola e fazer alguns exercícios cobrados em vestibulares passados. Se o seu colégio aplica simulados, aproveite! Dessa forma, você já vai se acostumando com o formato da prova.

O importante é clarear as dúvidas e se preparar. Não adianta correr atrás do prejuízo na reta final. O período é de recaptulação daquilo que você já sabe; mas vale dedicar um tempinho àquelas matérias, fórmulas e regas que ainda não estraram na sua cabeça. E lembre-se da redação, hein? Como você nunca se sabe o que esperar, procure estar sempre atualizado: relembre as notícias que foram destaque no último ano, os eventos futuros que acontecerão no Brasil e datas históricas importantes, como, por exemplo, o Genocídio Armênio, que completa 100 anos em 2015.

4. Fuja da pressão pré-prova e tente relaxar

Esse período é realmente cheio de tensões, mas não deixe isso te afetar. Pelo menos, não tanto! Ao invés de ficar se pressionando, estabeleça uma rotina de estudos e se esforce para cumprí-la. Quanto à pressão que seus pais possivelmente estão colocando, converse. É legal deixar claro para eles que você sabe das expectativas e está dando o seu melhor, mas que muita cobrança em cima de você pode ser prejudicial. O nervosismo é o pior inimigo na época dos vestibulares, então não se esqueça de encaixar momentos de descanso e lazer no dia a dia. Quando perceber que os estudos não estão rendendo, é hora de parar e assistir àquela série favorita.

5. ?E se não der certo??… Você tenta de novo!

Ignore os comentários maldosos dos haters! Você é capaz, sim, de passar no curso e na instituição que tanto sonha! Mas não desanime caso isso não aconteã. Se você tiver a chance de prestar mais de um vestibular, vá nessa! Quanto maiores foram as suas opções, maiores serão as suas chances. Não é fácil decidir na adolescência o que você quer fazer para o resto da vida, mas saiba que você ainda tem tempo de errar e acertar, desistir e recomeçar.

Continua após a publicidade
Publicidade