Fióti diz que segurança de banda famosa foi racista com ele no Lolla

Irmão do Emicida acusa segurança de tê-lo xingado de macaco.

Por Da Redação Atualizado em 8 abr 2019, 11h02 - Publicado em 7 abr 2019, 15h16

Evandro Fióti, rapper e irmão do Emicida, usou as redes sociais para relatar um caso de racismo sofrido no segundo dia de Lollapalooza, no Autódromo de Interlagos, no último sábado, 6.

Reprodução/Reprodução

O cantor disse que um segurança da banda Kings of Leon, um dos principais nomes do festival, o chamou de macaco. “Bandas que admiro, rolê legal, mas infelizmente a gente incomoda nos espaços que ocupamos e isso é triste”, lamentou.

  • O empresário, músico e sócio da marca Lab Fantasma, que também é uma produtora independente, participou de quase todos os Lollas em São Paulo, tendo faltado em apenas um.

    View this post on Instagram

    Ai gente, ri não mais morry veado. Amor vamos negociar @raissafumagalli 📸

    A post shared by Evandro Fióti (@fiotioficial) on

    Apesar do episódio de racismo, Fióti não se deixou abalar e curtiu muito o festival. Ele ainda teve a chance de conhecer a cantora Jorja Smith. A assessoria do Lollapalooza ainda não se pronunciou sobre o caso.

    Continua após a publicidade
    Publicidade