Em Portugal, Seleção Feminina faz o primeiro treino para a Copa do Mundo

Dias antes da Copa, Formiga está surpresa com maior visibilidade do futebol feminino da história: "É de se espantar!"

Por Amanda Oliveira - Atualizado em 27 Maio 2019, 18h07 - Publicado em 24 Maio 2019, 13h36

Faltando apenas duas semanas para o início da Copa do Mundo de Futebol Feminino, a Seleção Feminina Brasileira já começa as primeiras preparações para enfrentar o torneio. Na semana passada, o técnico Vadão anunciou a convocação das 23 jogadoras que irão representar o Brasil. Elas já estão em Portugal para participar de uma temporada de 14 dias de treinos antes de viajarem à França, onde será realizada a Copa do Mundo.

Brasil estreia na Copa do Mundo Feminina no dia 9 de junho, contra a Jamaica. CBF/Divulgação

Vadão realizou a primeira atividade com as jogadoras no Centro de Treinamento do Portimonense Sporting Club nesta quinta-feira, 23, em Portimão, litoral sul de Portugal. O treino, contudo, contou com a participação de apenas 17 das 23 atletas convocadas. Andressa Alves ganhou alguns dias de folga por ter disputado a final da Liga dos Campeões no último sábado, 19. Ela se junta ao grupo nesta sexta-feira, 24. Já algumas outras jogadoras ainda estão com pendências em tratamentos de lesões. A zagueira Érika, do Corinthians, sofreu um torção no tornozelo e vai focar na recuperação nos próximos dias para estar em condição de jogar na estreia. A atacante Bia Zaneratto, do Incheon Steel Red Angels, também está fazendo trabalho de recondicionamento físico para recuperação de uma fratura na perna, sofrida em março.

Outro destaque do primeiro treino é a participação da meia Luana, que foi chamada para substituir Adriana, atleta convocada por Vadão. A jogadora do Corinthians descobriu um rompimento total do ligamento do joelho esquerdo  no mesmo dia em que foi convocada e teve que ser cortada da lista da Copa do Mundo Feminina.

Em entrevista aos jornalistas, a veterana Formiga disse que está surpresa com a maior visibilidade que a categoria feminina do futebol brasileiro está ganhando. “É uma coisa que eu posso te dizer que sonhava muito. Continuo sonhando em ter essa visibilidade toda. É de se espantar mesmo tanta gente aqui, mas nada disso vai valer se a gente não tiver empenho lá no Mundial“, afirma. Aos 41 anos, a atleta está fazendo história ao participar de sua sétima Copa do Mundo, batendo o recorde de participações tanto na categoria feminina quanto na masculina. Ninguém nunca disputou tantas Copas do Mundo quanto Formiga. 

Continua após a publicidade

View this post on Instagram

Bola rolando para a #SeleçãoFeminina em Portugal. Vamos, #GuerreirasdoBrasil! ⚽🇧🇷 ⠀ Fotos: CBF

A post shared by Seleção Feminina de Futebol (@selecaofemininadefutebol) on

Continua após a publicidade

Apesar de ter a maior recordista de Copas do Mundo e a melhor jogadora do mundo na equipe, o Brasil enfrenta problemas de desempenho. Perdeu os últimos nove jogos, até partidas que eram consideradas fáceis. “A gente sabe da dificuldade, que as coisas não estão a mil maravilhas, mas chegando até uma semifinal, como já chegamos, já é de uma grande conquista para o futebol feminino. Não podemos colocar na cabeça que vamos voltar na primeira fase, isso jamais“, Formiga diz.

A Copa do Mundo Feminina começa no dia 7 de junho. A estreia do Brasil é contra a Jamaica, no dia 9. Acompanhe todas as novidades sobre o torneio e a Seleção Feminina na CAPRICHO!

Publicidade