Continua após publicidade

Do que eles têm ciúmes?

Ricardo Rocha, 19, Rafael Ribas, 22, e Thiago Boufelli, 20, não demonstram ciúme, mas, se pudessem, levariam a namorada na coleira!

Por Da Redação Atualizado em 24 ago 2016, 23h50 - Publicado em 22 jul 2013, 18h57

Ricardo: Sou bastante. Mas não demonstro, ainda mais se o relacionamento está no começo.

Rafael: Ah, depende. Namorei por 2 meses uma menina e não sentia ciúme nenhum. E tive um namoro de 4 anos em que eu era muito ciumento. Acho que tem a ver com o quanto você gosta da pessoa.

Thiago: Com certeza. Quando você gosta da menina, a quer só para você. Mas sou bem

racional. Como preciso de liberdade para sair com os amigos, deixo minha namorada fazer o que ela quiser.

Continua após a publicidade

CAPRICHO: Quais situações deixam vocês com mais ciúme?

Rafael: Estar na balada e achar que ela está olhando pra outro. Já briguei com um cara por causa disso. Fui ao banheiro e deixei minha namorada sozinha. Quando voltei, ela estava conversando com o menino.

Ricardo: Isso é f… Outra coisa chata é ela ter muita amizade com homens.

Continua após a publicidade

CAPRICHO: Vocês acham que gostar é sinônimo de ciúme?

Todos: Sim!

Ricardo: Quando estou apaixonado, sou muito ciumento.

Continua após a publicidade

Thiago: Tem aquele ciúme natural, controlado, que é normal todo mundo sentir quando se gosta.

Rafael: É, mas ciúme é insegurança, né? Quando você confia, fica menos ciumento, mesmo se gostar muito da namorada.

CAPRICHO: E vocês demonstram que são ciumentos?

Thiago: Finjo que sou ciumento para brincar com minha namorada. Caso eu fique com ciúme mesmo, escondo.

Ricardo: Também não demonstro. Até porque não gosto de estar na mão da mulher, sabe?

CAPRICHO: Como é a relação de vocês com o orkut ou MSN delas?

Ricardo: O que me deixa bem ciumento é quando estamos conversando com a webcam ligada e vejo que ela está sorrindo, mas não é para mim!

Rafael: Não gosto quando ela demora para me responder no MSN. Quando faz isso, mudo meu status para offline.

Ricardo: Boa, ficar offline. Indiferença é tudo nesse caso.

Continua após a publicidade
Publicidade