Do feminismo ao nazismo: os destaques do primeiro dia de prova do Enem

Muitos estudantes afirmaram que esta foi a edição do exame que mais abordou políticas e temáticas sociais.

Por Amanda Oliveira Atualizado em 5 nov 2018, 15h09 - Publicado em 5 nov 2018, 15h02

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começou neste domingo, 4, com a aplicação das provas de Ciências Humanas, Linguagens e a Redação, que teve como tema “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet“. Nas questões objetivas, os candidatos tiveram que responder 90 perguntas sobre linguagens (português e o idioma estrangeiro escolhido), geografia, história, filosofia e sociologia. E assim como outras edições anteriores do exame, o Enem 2018 se concentrou em abordar temáticas sociais.

Reprodução/Divulgação

No primeiro dia de exame, os destaques foram questões sobre nazismo, feminismo, escravidão, ditadura militar, democracia, crise de refugiados, racismo e diversidade LGBTQ+, além de um trecho da obra “1984”, de George Orwell, que alerta sobre os riscos de um Estado totalitário. Ao sair da prova, muitos candidatos afirmaram que esta foi a edição que mais abordou questões e políticas sociais.

Uma das questões que tratava sobre o feminismo falava de futebol feminino, enquanto outra discursava sobre a construção social do conceito da feminidade. O protesto das modelos no Miss Peru 2018 contra as taxas de feminicídio do país também foi tema na prova.

Continua após a publicidade
  • Rosa Parks, considerada um ícone do movimento negro nos Estados Unidos, também foi citada em uma das questões. Ao se recusar a levantar de um assento de ônibus “proibido para negros”, a americana virou um símbolo da luta por igualdade de direitos civis no país. Outro tema socialmente importante abordado pela prova foi o pajubá, linguagem popular utilizada por alguns grupos LGBTQ+, em uma questão sobre o domínio de diferentes variações linguísticas do português.

    O nazismo foi abordado em uma resenha crítica sobre o livro A Menina que Roubava Livros, de Markus Zusak. Além disso, a política brasileira também foi destaque. Uma carta do cartunista Henfil ao Presidente Geisel foi usada em uma questão para abordar a ditadura militar de 1964 e a redemocratização do país décadas depois. 

    Continua após a publicidade

    O segundo e último dia de prova do Enem acontece no próximo domingo, 11, com 90 questões de matemática, biologia, química e física. Não esqueça de conferir o que levar no dia do exame e ficar atenta aos horários de fechamento do portão!

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade