Depois do Tumblr, agora a depressão é romantizada também no TikTok?

Vídeos de pessoas mostrando seus quartos bagunçados chamam a atenção por propagar uma espécie de "estética da depressão". Entenda!

Por Isabella Otto - Atualizado em 18 Maio 2020, 19h15 - Publicado em 18 Maio 2020, 14h41
perfume ch o boticario fragrancia capricho mood
CAPRICHO/Divulgação

Um vídeo compartilhado pela usuária @raw_honney, que tem quase 4 mil seguidores no TikTok, está chamando a atenção de algumas pessoas por ser potencialmente problemático por romantizar a depressão. A jovem, assim como outros usuários do aplicativo, gravou um vídeo mostrando coisas aleatórias em seu quarto. O que são essas coisas? Quatro xícaras usadas de chá com mofo dentro, embalagens de comida jogadas no chão e um lixo transbordando perto da cama toda suja.

Imagens do vídeo em questão, que mostram a caneca com chá mofado e a cama desarrumada e suja da jovem TikTok/@raw_honney/Reprodução

Em um tom que mistura curiosidade e ironia, @raw_honney parece se divertir com a situação atual do cômodo, como se fosse descolado e cool ter um quarto do tipo. Na realidade, muitas vezes, pessoas depressivas são confundidas com pessoas bagunceiras e desleixadas, romantizando em parte a doença e ignorando que tais sinais podem ser consequências da própria depressão.

 

Alguns usuários que convivem com a doença estão usando as redes sociais, como o Twitter, para alertar as pessoas de que promover a “estética da depressão” é algo perigoso e irresponsável. “Sim, a depressão pode causar m&rd@s do tipo, mas é doloroso e debilitante, não é algo divertido de ver”, escreveu uma usuária chamada @kestrelen a respeito dos vídeos que estão viralizando no TikTok. “Eu não duvido de que ela [@raw_honney] tenha depressão, mas quando coloca dessa forma parece que está fazendo pouco caso da doença“, escreveu outro usuário, identificado como @eddiievirus.

Continua após a publicidade

Outras pessoas aproveitaram o gancho para alertar que a depressão acomete os seres humanos de maneiras diferentes, e que, às vezes, as coisas saem do controle sem que a gente queira – por exemplo, conseguir conviver tranquilamente em um quarto bagunçado, com coisas mofadas e muito lixo. Apesar disso, essas mesmas pessoas continuam salientando que romantizar doenças como depressão e transformá-las em uma estética, como aquela já predominante no Tumblr, não é nada legal.

Veja o vídeo publicado que gerou tanta polêmica:

E aí, qual é a sua opinião sobre o assunto?

Publicidade