Corinthians estampa camisas do time feminino com frases machistas

As mensagens preconceituosas foram retiradas de comentários em redes sociais

Por Amanda Oliveira - Atualizado em 26 abr 2018, 15h28 - Publicado em 26 abr 2018, 13h50

Quem gosta de futebol sabe que os times femininos não recebem o mesmo apoio midiático e financeiro que os masculinos. Isso acontece porque o machismo nesse esporte ainda é muito forte, apesar de todas as vezes que as mulheres entraram em campo e mostraram que sabem, sim, jogar futebol, seja em nível profissional ou não.

Você sabia que apenas 2,7% da cobertura midiática esportiva é destinada aos esportes feminino? Os homens ficam com 97% do espaço, segundo dados divulgados pelo Unisinos. Em 2017, a Premiação do Campeonato Brasileiro custou R$ 17 milhões para o masculino, enquanto o feminino recebeu apenas R$ 120 mil – um valor 141 vezes inferior.

O preconceito não está restrito somente aos times femininos profissionais. As mulheres que gostam, assistem, comentam e trabalham com futebol (lembra da hashtag #DeixaElatrabalhar?) precisam lidar diariamente com reações machistas e comentários grosseiros de homens, principalmente na internet.

Foi por isso que o Corinthians iniciou a campanha #CaleOPreconceito. Nesta quarta-feira, 25, o time feminino entrou em campo vestindo camisas estampadas com frases machistas reais, retiradas de páginas da internet. O objetivo da ação é debater o preconceito, silenciar os comentários machistas e atrair patrocínios para que as marcas interessadas cubram as mensagens com seus anúncios. A ideia é que, além de investir no futebol feminino, as empresas que patrocinarão o time também irão silenciar essas frases.

Continua após a publicidade

Atualmente, o único patrocínio que o time feminino do Corinthians recebe é o da Positivo Tecnologia.

Entre as mensagens selecionadas nas redes sociais estão: “Futebol feminino é horrível, as atletas parecem estar perdidas dentro de campo”, “Mulher é na cozinha e não jogando futebol”, “Na minha cidade futebol só de macho, não tem essa frescura não” e “Futebol feminino só vai ser bom quando acabar”.

Essas frases parecem absurdas o suficiente para você? Algumas semelhantes e até piores que essas podem ser encontradas no próprio vídeo da ação e notícias que divulgaram a campanha. Em um dos comentários no YouTube, um usuário escreveu “se a mulher não for bonita o esporte feminino não tem graça!” e outro concordou, justificando que “cada um tem sua opinião”. Felizmente, a ação teve uma grande maioria de respostas positivas.

São frases verídicas, situações que já vivemos. Eu posso falar isso, a gente espera que sirva de exemplo para outros clubes e que ações como essa aconteçam mais e mais”, disse Grazi, atleta do Corinthians.

Continua após a publicidade
Reprodução/Youtube

O time feminino do Corinthians volta a vestir as camisas estampadas no jogo contra o Taubaté, pelo Paulistão, neste sábado (28).

Parabéns ao Corinthians pela iniciativa! Esperamos que outros clubes sigam o exemplo da campanha e que mais marcas patrocinem as mulheres. Além disso, se você também não concorda com o machismo e a falta de reconhecimento, faça sua parte e apoie também os times femininos.

Vamos falar mais sobre futebol feminino? Assista também:

Publicidade