Campanha: vídeo alerta sobre 39 mil meninas que ainda hoje são forçadas a casar | Capricho

Campanha: vídeo alerta sobre 39 mil meninas que ainda hoje são forçadas a casar

Casamento fake entre adolescente de 12 anos e homem de 37 é campanha idealizada por ONG norueguesa.

Por Isabella Otto Atualizado em 17 ago 2016, 14h53 - Publicado em 16 out 2014, 15h50

Circulou pela internet esta semana fotos de uma garota chamada  Thea, de 12 anos, que estava prestes a se casar com Geir, um homem de 37. As imagens, todas publicadas no blog da jovem norueguesa, o Theas Bryllupblogg, causaram estranhamento, principalmente por conta da diferença de idade entre os noivos.

A verdade é que todas as fotos e o texto “escrito” pela garota, que falava sobre a escolha do vestido, dos docinhos e da igreja, é uma ação da ONG norueguesa Girls Not Brides (“Meninas, não noivas”), que conscientiza as pessoas sobre as 39 mil meninas ao redor do mundo que, em pleno século XXI, ainda são forçadas a casar, por questões culturais ou religiosas. Essa prática de casamento arranjado, por exemplo, é muito comum na Índia.

O vídeo da campanha faz com que nos coloquemos no lugar de cada uma dessas 39 mil garotas, que precisam subir ao altar antes mesmo de alcaçarem a maior idade. E o que é pior: antes de entenderem o porquê de estarem dizendo “sim” para uma pessoa que não amam ou sequer conhecem.

Às vezes, é preciso causar desconforto para que as coisas sejam realmente interpretadas com a devida seriedade.

O que vocês acharam da ação da ONG? Vocês já se imaginaram no lugar de uma dessas meninas?

 

Continua após a publicidade
Publicidade