Aumento de casos de COVID-19 na Europa está diretamente ligado aos jovens

Entenda o que está acontecendo, como o continente está lidando com os novos surtos e o que não podemos repetir no Brasil

Por Gabriela Junqueira - Atualizado em 2 ago 2020, 19h29 - Publicado em 31 jul 2020, 15h40

O aumento de casos de infecção por coronavírus nos países europeus pode estar associado ao comportamento da população jovem, afirmou o diretor regional para a Europa da Organização Mundial da Saúde, Hans Kluge. Em entrevista para a rádio BBC, na última quarta-feira (29/7), Kluge disse que as autoridades precisam encontrar maneiras de melhorar a comunicação com pessoas dessa faixa etária.

“Estamos recebendo relatórios de várias autoridades de saúde sobre uma proporção maior de novas infecções entre jovens. Então, para mim, é o suficiente para repensarmos a melhor maneira de envolver os jovens”, disse durante a entrevista.

O diretor ainda falou que, como pai de duas garotas, entende que os jovens não querem passar o verão em casa, mas lembrou que “eles têm uma responsabilidade em relação a si mesmos, a seus pais, avós e comunidades”.

 

Continua após a publicidade

Com o verão e o crescimento dos casos de COVID-19 no continente europeu, governantes estão se mostrando preocupados com a situação. Na última quarta, o Ministério da Saúde da Espanha informou que o país registrou 1.153 casos do vírus, maior número desde o começo de maio. Para conter o novo caos, a Catalunha, uma das regiões mais afetadas, decretou que bares noturnos e discotecas devem permanecer fechados nas próximas duas semanas. As regiões de Aragão e Navarra também tiveram aumento significativo no números de infectados.

O Reino Unido adotou medidas para conter um novo surto, como a quarentena obrigatória para aqueles que entrarem no país. Na França, onde o uso de máscaras era necessário apenas no transporte público, o item passou a ser obrigatório em lugares públicos fechados a partir do último dia 20. Na Alemanha, o país mais populoso do continente, o número diário de novos casos quase dobrou em comparação ao começo de junho. Lothar Wieler, chefe do Instituto Robert Koch, uma agência de saúde e pesquisas alemã, pediu que a população respeite o isolamento e use máscara.

Não é só sobre você, e você jovem não é imortal – além de ser um vetor em potencial de transmissão. Tenha empatia!

Publicidade