Marca cria batom para ajudar vítimas de violência sexual

A LipSlut se inspirou nas mulheres que denunciaram casos de assédio em Hollywood

Por Beatriz Arruda Atualizado em 15 jan 2018, 17h26 - Publicado em 6 jan 2018, 11h36
Promoção CAPRICHO Volta às Aulas 2018
Divulgação/CAPRICHO

Em 2017, muitas famosas, como Angelina Jolie, Cara Delevingne e Lupita Nyong’o, denunciaram o assédio sexual presente na indústria cinematográfica. Neste ano, atrizes participantes do Globo de Ouro, que acontece neste domingo (7/1), se uniram e vão usar apenas vestidos pretos como forma de protesto. Inspirada por esse momento de luta, uma marca americana lançou um batom que terá metade da renda das vendas revertida em doações para organizações que ajudam vítimas de agressão sexual e doméstica. 

batom-hollywood-assédio-sexual
A renda do batom F*uck Hollywood será revertida para instituições que combatem a violência sexual Instagram/Reprodução
  • O batom, um tom de vermelho escuro, se chama F*ck Hollywood e é da marca LipSlut, que ficou conhecida pelo batom F*ck Trump, que protestava contra o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Em nota à imprensa, a empresa explicou o motivo de ter lançado o produto: “Com a temporada de premiações colocando essas questões em evidência, há uma chance de nos envolvermos e fazermos uma pequena diferença em relação ao sexismo e ao abuso no ambiente de trabalho”. 

    View this post on Instagram

    Update straight from our manufacturer! F*ck Hollywood 😍

    A post shared by Lipslut (@lipslut) on

    No momento da compra, a pessoa pode escolher para qual instituição o dinheiro será doado. As organizações escolhidas protegem as sobreviventes ou trabalham para acabar com a violência sexual e doméstica. O batom está  à venda no site da marca por US$ 19,95 (aproximadamente R$ 64), mas não há entregas no Brasil.

    A compra de um batom está longe de resolver a questão dos assédios, presente no mundo todo. Mas a atitude da LipSlut reforça a importância das marcas, e de seus clientes, se posicionarem a favor de uma causa tão importante.

    E aí, o que achou da ação? 

    Continua após a publicidade
    Publicidade