Você

19
11/2007

As 10 piores cantadas dos homens

Por por Liliane Prata e Karolina Pinheiro às 11:08

Tudo bem que o amor é cego, mas não é surdo!

Quer um exemplo? Nós selecionamos as 10 piores cantadas dos homens!

1) Apaixonado perdido
A cantada:
"Você pode me dar uma informação? Qual é o caminho do seu coração?"
Resposta: "Amigo, sinto muito. Mas o caminho está em obras".

2) Docinho de coco
A cantada: "O que esse bombonzinho está fazendo fora da caixa, hein?"
Resposta: nossa... Quem chama alguém de "bombonzinho", meu Deus? Mas, enfim, não estenda sua resposta com indagações e diga apenas que é diabética.

3) Enfermeiro preocupado
A cantada: "Você se machucou? Você parece um anjo que caiu do céu..."
Resposta: "Caí, mas meu namorado me segurou!"

4) Trângulo amoroso
A cantada:
"Vamos sair só nós três? Eu, você e o amor?"
Resposta: a vantagem dessa cantada é que dar para respondê-la bem sucintamente: "não".

5) Polícia e ladrão
A cantada:
"Se beleza desse cadeia, você pegaria prisão perpétua"
Resposta: se você estiver de TPM, responda: "E se cafonice desse pena de morte, você estaria na cadeira elétrica!" Mas, se seus hormônios estiverem em níveis normais, apenas esclareça que não dá prisão mesmo e você pode viver sossegada.

6) Devoto
A cantada: "Você não é a ave maria, mas é cheia de graça!"
Resposta: "Amém, meu filho. Deus te abençoe!"

7) Conto de fadas
A cantada: "Pode me dar um beijo que não vou me transformar em sapo..."
A resposta: "A história é o contrário: a princesa beija o sapo e então ele vira príncipe. Ignorante!"

8) Sonâmbulo
A cantada: "Eu sabia que te conhecia de algum lugar! Dos meus sonhos..."
Resposta: "Que ótimo... Então volta a dormir, volta!"

9) Andarilho
A cantada:
"Você está com sede? Porque estou com água na boca!"
Resposta: Se você respondeu "não" à primeira pergunta, parabéns! Não teve que ouvir o resto. Se você respondeu que sim, arque com as conseqüências e aprenda a não dar satisfação da sua sede a estranhos!

10) O amor é cego
A cantada:
"Nunca te vi, mas sempre te amei."
A resposta: "Nunca te amei, mas, em compensação, sempre te vejo! Mala! Some daqui!"