O amor de Fran e Gabi transformou o preconceito ao redor delas

'Nunca deixamos de demonstrar afeto em público', garante o casal, que acredita que essa seja uma forma de lutar por um mundo mais tolerante.

Não subestime o mundo das redes sociais: ele pode ser o responsável por te apresentar o amor da sua vida! Foi assim que a Gabriella Schmadecke, de 22 anos, conheceu a Franciely Bona, de 20 anos. “Uma amiga minha chamada Melissa já tinha me falado sobre a Fran, mas ela acabou me mostrando umas fotos e uns vídeos, e eu fiquei encantada com o sotaque e os cachinhos lindos dessa rondoniana”, conta Gabi. O melhor de tudo foi que o amor à primeira vista foi correspondido! “Certo dia, a Mel postou uma foto comigo e a Fran comentou falando que tinha me achado uma ‘guria gata’. Depois, ela me seguiu no Instagram, me adicionou no Snapchat e até comentou uma história minha”. Já não tinha mais volta…

O amor de Fran e Gabi transformou o preconceito ao redor delas

(Reprodução/Reprodução)

Franciely usou o poder do stalk e descobriu que a Gabi cantava e escrevia músicas incríveis! “Depois de ouvir todas as músicas e ver todos os vídeos da Gabriella, fiquei apaixonada. Rápido assim! Começamos a conversar e nunca mais paramos“, conta a ruiva sobre o começo dessa linda história de amor.

O namoro foi oficializado no dia 24 de agosto de 2016, e foi a Gabi quem pediu a mão da Fran. “Foi muito espontâneo! Queria preparar algo romântico para entregar o anel de coco, mas pintou um clima juntas e senti que ali, no quarto, era a hora de convidá-la para ser algo a mais na minha vida“, recorda Gabriella. E claro que a resposta foi sim! “Eu não esperava que a Gabi fosse me pedir em namoro naquele dia. Fui pega de surpresa, mas é óbvio que aceitei. Estava e continuo completamente apaixonada. Me apaixono todos os dias por essa mulher incrível!“, declara-se Fran, que fez parte da Galera CAPRICHO 2013/2014. Como não morrer de amores por essas duas fofuras?

O amor de Fran e Gabi transformou o preconceito ao redor delas

(Reprodução/Reprodução)

Fran e Gabi estão há nove meses namorando. Pode parecer pouco tempo para algumas pessoas, mas para elas foi tempo suficiente para decidirem morar juntas. “Foi a melhor decisão de todas”, garante Fran. A Gabi ainda completa dizendo que um dos momentos mais felizes de sua vida até agora foi quando viu a namorada chegando de mala e cuia em sua casa. “Decidir conviver com alguém é uma decisão muito corajosa. Foi ali que vi o quanto a gente se ama”, explica.

E afinal de contas é isso o que realmente importa: o amor. “O que temos de melhor é a nossa parceria. É um companheirismo lindo! Uma apoia a outra, nos ajudamos em qualquer coisa“, a Fran fala com carinho, explicando que tudo que é de uma tem um pedacinho da outra. Aliás, olha só que graça a música que a Gabi fez para ela:

Apesar de ter sido tudo muito simples e lindo entre as duas, no entanto, para os familiares não foi muito tranquilo. “No início, sofremos bastante. A família da Fran não queria aceitar de jeito nenhum. Foram dias cruéis, em que cheguei a pensar que não daria certo“, conta Gabi, que ficou o tempo todo do lado da namorada, transbordando paciência e amor. “Era tanta vontade de se ver que, várias vezes, chegamos a nos encontrar escondido!”, relembra a cantora.

Aos pouquinhos, o clima familiar foi melhorando. Fran lembra de um momento muito marcante e feliz de quando a mãe dela foi dormir na casa das duas pela primeira vez. “Foi o primeiro momento em que depois de oito meses de namoro ficamos as três juntas”, recorda. A Gabi completa dizendo que as três cantaram, dançaram e conversaram bastante, o que foi bem gostoso – e, de certa forma, mostrou a aceitação da sogra.

O amor de Fran e Gabi transformou o preconceito ao redor delas

(Reprodução/Reprodução)

Com relação à resistência da sociedade, no entanto, continua sendo bastante complicado. O preconceito existe e é muito explícito no olhar das pessoas o tempo todo. “Mas nunca deixamos de demonstrar afeto em público”, garante Franciely, que ainda completa dizendo que “o pior de tudo é o machismo, quando os embustes mexem com a gente na rua“. Algumas pessoas tendem a pensar que relacionamentos entre mulheres são mais aceitos, mas, na verdade, o preconceito é apenas outro. Certos homens ainda se acham no direito de fazer comentários ofensivos e sexualizar a relação de afeto e carinho entre duas garotas.

O amor do casal #Franshima transformou não só a realidade em que vivem, mexendo com a cabeça dos familiares e tornando-os menos homofóbicos, como planta diariamente a sementinha da tolerância no mundo. “Fazemos coisas diferentes toda semana. Ela me trouxe muitas alegrias, me mostrou um mundo totalmente novo. “A Gabi me encoraja e me ajuda a enfrentar os obstáculos da vida”, afirma Franciely, que garante ser a mulher mais feliz do mundo ao lado da namorada Gabriella.

 

+ Leia mais: Luara e Wilson mostram um amor de cinema em 11 fotos

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s