Justin Bieber: “eu já sofri bullying”

OMG! Até o Justin Bieber, que muito garoto gostaria de ser e muita garota gostaria de namorar, contou que já sofreu bullying! O fofo falou sobre o assunto no programa “T he Ellen Degeneres Show “, exibido na semana passada nos Estados Unidos (03/11).

Bieber disse que o assunto é “muito sério” e que afeta a todos diariamente. Sabe qual conselho que ele deu? “Existem muitos bullies por aí. E acho que você deveria, principalmente se você souber de alguém que está passando por isso, com certeza deveria fazer algo para ajudar, porque você pode ser o próximo. Todo mundo vive situações de bullying. Todo mundo, inclusive eu”, disse o cantor.

Ele ainda falou que encara com humor as perseguições em sua página no YouTube: “Até na minha página do YouTube tem uns comentários loucos, tipo… Eu ainda não sou um homem adulto, tenho 16 anos, ainda não tenho pelos no peito. Não fico chateado com isso, ainda vai nascer. Mas as pessoas falam “olha pra ele, muda a voz antes de cantar”. A única coisa que você pode fazer é rir, sabe? É engraçado”, ressaltou ele, bem relax e maduro!

E você, já foi vítima de bullying?

Separamos mais dicas sobre como reagir com o bully -Se possível, fique zen e não deixe o intimidador perceber que você está incomodado. Porque esse é o motivo do bullying: te perturbar. Deixe um objeto no seu bolso – como um amuleto da sorte – para que você possa segurar quando sentir raiva ou medo.

-Evite o bullie o máximo que puder, pelo menos nos lugares em que não há adultos por perto. Caso não seja possível, fique longe do agressor. Tente lanchar longe dele no intervalo, por exemplo.

-Quando o garoto de chamar de “girafa”, diga “E daí?”. A reação dele pode ser interessante, porque essa frase é poderosa. Mas não repita continuadamente até ele ficar com muita raiva. Saiba quando é hora de parar, para não virar provocação, e afaste-se com segurança.

-Em uma folha de papel, anote todas as zoações que te fazem e, em seguida, escreva que tipo de reação poderia ser adequada de sua parte. Pense no que poderia fazer para pararem de te incomodar. Isso vai te deixar mais preparada da próxima vez que te pegarem pra encher.

-Depois de escrever tudo, rasgue o papel em pedacinhos, como se essas agressões fizessem parte do passado.

Gostaram das dicas? Conte pra gente algum depoimento aí ao lado!

Fonte: Proteja seu filho do bullying, Allan L. Beane

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s